Linguagem
Cultura
Personalidades


Augusto dos Anjos

O poeta Augusto dos Anjos nasceu no Engenho Pau d'Arco, no município de Sapé, estado da Paraíba. Aprendeu com o pai, bacharel, as primeiras letras. Estudou no colégio Liceu Paraibano, onde viria a ser professor em 1908. Ainda em 1903, ingressou no curso de Direito na Faculdade de Direito do Recife, bacharelando-se em 1906. Contudo, não advogou; vivia de ensinar português, primeiro em seu estado e a seguir no Rio de Janeiro, para onde se mudou em 1910.

Em fins de 1913 mudou-se para Leopoldina, Minas Gerais, onde assumiu a direção do grupo escolar e continuou a dar aulas particulares. Seu único livro, Eu, foi publicado em 1912. Surgido em momento de transição, pouco antes da virada modernista de 1922, é bem representativo do espírito sincrético que prevalecia na época, parnasianismo por alguns aspectos e simbolista por outros. Praticamente ignorado a princípio, quer pelo público, quer pela crítica, esse livro que canta a degenerescência da carne e os limites do humano só alcançou novas edições graças ao empenho de Órris Soares (1884-1964), amigo e biógrafo do autor.

Precoce poeta brasileiro, Augusto dos Anjos compôs os primeiros versos aos sete anos de idade. Seu contato com a leitura influenciaria muito na construção de sua dialética poética e visão de mundo. Cético em relação às possibilidades do amor ("Não sou capaz de amar mulher alguma, / Nem há mulher talvez capaz de amar-me), o poeta fez da obsessão com o próprio "eu" o centro do seu pensamento. Não raro, o amor se converte em ódio, as coisas despertam nojo e tudo é egoísmo e angústia em seu livro patético ("Ai! Um urubu pousou na minha sorte").

A métrica rígida, a cadência musical, as aliterações e rimas preciosas dos versos fundiram-se ao esdrúxulo vocabulário extraído da área científica para fazer do Eu – desde 1919 constantemente reeditado como Eu e outras poesias – um livro que sobrevive, antes de tudo, pelo rigor da forma.

Com o tempo, Augusto dos Anjos tornou-se um dos poetas mais lidos do país, sobrevivendo às mutações da cultura e a seus diversos modismos como um fenômeno incomum de aceitação popular. Vitimado pela pneumonia aos trinta anos de idade, morreu em Leopoldina em 12 de novembro de 1914.

Augusto dos Anjos

Foto de Augusto dos Anjos
  • Nome: Augusto de Carvalho Rodrigues dos Anjos
  • Nascimento: 20 de abril de 1884
  • Morte: 12 de novembro de 1914
  • Profissão: poeta e professor
fotos de Augusto dos Anjos

Deseja saber mais sobre Augusto dos Anjos?

Veja mais
fotos
Veja mais
vídeos
Veja mais
informações
Veja mais
sites que citam seu nome