Linguagem
Cultura
Personalidades


Pedro Américo

Pintor, desenhista e escritor brasileiro. Um artista plural. Este foi Pedro Américo de Figueiredo e Melo, paraibano, que nasceu em Areia, em 29 de abril de 1849, e faleceu em Florença, na Itálica, em 1905. O talento e a paixão pela arte foram despertados logo cedo, ainda criança. Aos 11 anos, Pedro Américo já trabalhava como desenhista.

 

Em 1856, o paraibano ingressou na Academia Imperial de Belas Artes, no Rio de Janeiro. Três anos depois, ele ganhou uma bolsa de estudos do então imperador D. Pedro II, para aprofundar seu trabalho com desenho e pintura, na França. Por lá, Pedro Américo ingressou na Escola de Belas Artes, no Instituto de Física Ganot e na Sorbonne, passando a estudar também literatura e a se dedicar à pesquisa científica. A passagem pela França o rendeu grande influência de pintores neoclássicos do país.

 

Entre suas obras literárias e filosóficas, destacam-se: A reforma da Academia de Belas Artes de Paris; Discursos sobre a Estética e Ciência e os sistemas. Viajou para a Itália e voltou ao Brasil em 1864, para lecionar desenho na Academia Imperial de Belas Artes. Em Florença, realizou suas mais famosas pinturas. Celebrizou-se pelas telas Batalha do Avaí e O Grito do Ipiranga. Dedicou-se também à política, sendo eleito deputado em 1891. Em 1900, em Florença, pintou Paz e Concórdia. Foi considerado um dois mais famosos artistas de sua época.

Pedro Américo

Foto de Pedro Américo
  • Nome: Pedro Américo
  • Nascimento: 29 de abril de 1843
  • Morte: 7 de outubro de 1905
  • Profissão: pintor, romancista e poeta
fotos de Pedro Américo

Deseja saber mais sobre Pedro Américo?

Veja mais
fotos
Veja mais
vídeos
Veja mais
informações
Veja mais
sites que citam seu nome