Linguagem

Branding Ver mais

Gestão de marca e imagem

Faz sentido ou faz só dinheiro?

Foto: internet
Segundo uma reconhecida agência de pesquisa norte-americana, 55% dos consumidores brasileiros estão dispostos a pagar mais caro por marcas associadas a uma ação. O Marketing relacionado à causa movimenta milhões em lucratividade, tendo seu diferencial competitivo uma questão social de relevância. 

Marketing do bem que exige trabalho sério e estruturado para evitar desvios inconsequentes ou qualquer abalo na credibilidade. Pessoa Física e Jurídica fazem muito pouco uso deste diferencial estratégico, afinal, entre produtos que custam igual, um critério de desempate com apelo social derruba qualquer concorrência. O investimento no brinde, no desconto ou a argumentação de vendas custam mais e não são sustentáveis. 

Quem não quer ter a sensação de transformar um mundo capitalista em benesses sociais? Queremos e almejamos fazer o bem, mas infelizmente é raro dedicarmos nosso tempo para investir no outro. Ironicamente sentimos que fazemos nossa parte quando pagamos por ela: é mais fácil, mais cômodo e não toma tempo.  Se assim promovemos o bem sem olhar a quem, porque não?

Motiva e retém funcionários, diminui custos operacionais, torna a empresa mais atrativa para investidores e deixa legado social perpetuando sua história. O mundo necessita, o consumidor valoriza e o negócio dá o exemplo que milhares de cidadãos idealizam mas não concretizam. Muito sucesso.


Autoria
  • Facebook
  • Linkedin
  • Email

Ana Adad

Ana Adad

Ana Adad é paranaense e conta com cerca de 15 anos de experiência em Trademarketing, Estratégia, Operação e desenvolvimento no mercado de marcas e produtos internacionais, com gestão de marca e branding. É especialista em Marketing, gestão de negócios e mercado de luxo.