Linguagem

Comunicação em case Ver mais

Uma análise sobre como as empresas paraibanas têm trabalhado sua comunicação corporativa

Pensar global, agir local - Case Kopenhagen


Foto: rafinhagadelha.com.br
Via de regra, o empreendedor que decide investir em uma franquia já sabe que será amparado por um planejamento de Marketing junto com o modelo da franqueadora para exercer o seu negócio. Um plano de comunicação teoricamente já testado e aprovado pela rede, com uma estrutura capaz de atender a demanda do mercado local, ao criar ou revitalizar os canais apontados pelas pesquisas de mercado feitas pelo consultor regional e também pelo próprio franqueador. 

São regras estipuladas pela franqueadora em relação ao tipo de comunicação, linguagem, aplicação de logo e fornecedores, que são desenhadas para que haja um padrão institucional - ativo primordial de interesse da rede -  e que gere resultados vencedores no negócio de quem investe naquela determinada marca.  

Este padrão, porém, em muitas vezes, tolhe as iniciativas dos franqueados na realização dos trabalhos de comunicação em seu mercado - por isso, é preciso engajamento e visão empreendedora para adequar o que foi apontado pela matriz e aplicar de forma pontual. Na Paraíba,  o pensar globalmente e agir localmente é muto bem construído e realizado pela franquia da Kopenhagen, marca nacional de chocolates finos, voltada para o segmento premium. Com boa abertura da matriz nas ações de comunicação e relacionamento com públicos de influência social, a Kopenhagen Paraíba é case nacional na rede pela visão inteligente e arrojada da empreendedora proprietária da unidade, localizada na Capital.

Dona de uma marca já consolidada no País e com branding bem definido, a Kopenhagen Paraíba, há cerca de três anos, profissionalizou sua comunicação ao desenhar seu próprio plano junto a fornecedores em assessoria de imprensa, relações públicas e eventos para promover iniciativas inéditas focadas em um público de aderência. Alinhada com a rede, a proposta era atingir, basicamente, dois públicos: a imprensa, para ser impressionada com a ação e lembrar da marca positivamente o momento das reuniões de pauta, e os influenciadores digitais que, mesmo acostumados a ganhar produtos e serviços diariamente, ficariam encantados com as novidades e sabores, alcançadas de maneira exclusiva, pessoal e em primeira mão. 

Na Paraíba, o case apontou resultados que conjugaram muito bem a visão da franqueadora com a experiência na ponta exercida pelo franqueado em se tratando de comunicação integrada e imagem corporativa. Em termos de números, a franquia cresceu acima média do varejo nacional e se tornou modelo a ser replicado pelo Brasil. A palavra de ordem foi engajamento, e a Kopenhagen Paraíba passou a se destacar no mercado de forma inédita e criativa com o público influenciador. Com  divulgação correta e estratégica de produtos e campanhas e também de assuntos  não factuais, as consequências foram muitas - entre elas, o fluxo na loja até mesmo nos períodos sazonais. Resultado: um doce sabor no bolso da franqueada, da franqueadora e, claro, dos impactados pelas ações. 

Esta coluna foi publicada na revista RCVIPS Magazine.

Autoria
  • Facebook
  • Email

Andréia Barros

Andréia Barros

Graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal de Juiz de Fora e especialista em Assessoria de Comunicação pela Universidade Estácio de Sá, Andréia é diretora da Integrativa Assessoria de Comunicação. Profissional premiada regional e nacionalmente, é também sócia e editora do portal Paraíba Total e editora e apresentadora do Programa Paraíba S/A (TV Manaíra/ Band PB).