Linguagem

Descomplicando o Seguro Ver mais

O universo dos seguros de forma acessível

Seguros Corporate

Foto: internet
Os Riscos que envolvem as Operações Coorporativas são inúmeros, onde inicialmente deve-se analisar qual é o tipo de atividade as várias probabilidades de eventos que podem surgir. Historicamente os seguros para empresas deram início a partir do final do século XIX, por conta de um grande incêndio acontecido em Londres que atingiu várias Industrias e Empresas da região quase levando a colapso toda a economia da cidade, então berço do desenvolvimento da época, despertando assim a necessidade dos investidores de alguma forma proteger seus empreendimentos face ao inesperado.

Importante dizer que nem todos os riscos que envolve a atividade empresarial estão cobertos no seguro: Àqueles Especulativos que podem gerar ganho, como por exemplo um investimento na bolsa de valores, não terão amparo, pois o objetivo fim do Seguro não é gerar lucro pra o empreendedor sim evitar que ele tenha uma perda. Os Riscos Fundamentais como uma guerra ou o que estamos vivenciando hoje a “Pandemia”, são eventos de obrigação do Estado em prover a recuperação do prejuízo perturbado, dessa forma tambem ficando isenta a Seguradora de reparar o dano.

Quanto as empresas, antes de mais nada, precisam em seu planejamento desenvolver planos de Gerenciamento de Riscos onde possam entender bem suas atividades e todos os eventos a ela está sujeita: sejam financeiros, patrimoniais e de imagem, sendo possivel a transferência dos dois últimos para uma empresa especializada que irá através de estudos atuariais criar produtos que por motivo de ocorrência, irá receber uma indenização para minimizar os danos.

Alguns exemplos usuais de Seguro para empresas são os Patrimoniais, Seguros de Vida em Grupo e Acidentes Pessoais, Seguros de Responsabilidades Civis, Seguros de Garantia de Cumprimento de Contrato, Riscos de Engenharia e Instalação e Montagens dentre outros.

Os Seguros Empresarias, talvez o mais conhecido deles deriva exatamente do acontecido em Londres, tem como objetivo proteger o empresário incialmente de um Incêndio que possa acontecer ao seu negócio além de outros Danos como: Elétricos, Roubo de Bens e Mercadorias, Vendaval, Alagamentos, Perda do Lucro Bruto da Empresa, Equipamentos Portáteis, Eletrônicos, Moveis e Estacionários, até um Ato Desonesto de um Empregado. O objetivo é dar através de um clausulado amplo a oportunidade de acordo com o segmento desenvolvido, criar um pacote de coberturas que dará a proteção “Taylor Made” para que o negócio empreendido sofra o mínimo possivel por um imprevisto. Importante ressaltar que esse tipo de seguro tem um custo extremamente baixo em reflexo ao tamanho do risco exposto muitas vezes importando menos de 1% de tudo que está exposto chamado tecnicamente de Valor em Risco

O Seguro de Vida em Grupo além dos benéficos gerados para os empregados, tambem pode ser visto como um instrumento de retenção de talentos, pois sem dúvida deixa claro para o funcionário que a importância dele não é apenas como uma peça da máquina empresarial, mas tambem um ser humano que tem por trás uma família que precisa ficar abastecida por fortuito do destino, além do que algumas situações podem ser piores que a morte, como um acidente que gere Invalidez Permanente e este funcionário seja forçado a parar de trabalhar pro resto da vida, sem ter nenhuma reserva para amparar nessas circunstancias. De custo baixíssimo pros cofres da empresa é recomendável, principalmente as atividades de grande salubridade e risco.

Como insistentemente temos falado sobre a Judicialização das relações humanas não podemos deixar de destacar a Responsabilidade Civil, que inclusive é obrigatória para o exercício de algumas atividades empresariais e também por força de contrato. 

Por fim em nossa explanação do espaço temos para falar desta pauta os Seguros voltados a área da Engenharia: “Seguros Garantia e de Obras Civis e Instalação e Montagem”. O primeiro já é bem presente principalmente para as construtoras de obras públicas por ser a forma mais barata de anteder as condições de um contrato de empreitada e obrigações de execução e entrega de uma obra. O Risco de Engenharia que tem por objetivo proteger uma Construção ou Instalação uma máquina que possa em seu processo de transformação sofrer um incêndio, um desmoronamento ou uma fissura numa coluna de uma obra civil que venha a ser necessária uma demolição e até reconstrução. Seu objetivo é reparar todas as despesas para que a obra seja refeita e consequentemente entregue o projeto.

De fato, prevenir é melhor que remediar. Antecipar-se aos possíveis problemas e fazer uma Gestão de Riscos correta pode evitar ou minorar uma fatalidade numa empresa e torna-las duradoras. Procure um profissional da área e o desafie a lhe fornecer um preço pro seu risco, pode surgir daí grandes surpresas de pagar tão pouco pra garantir a tranquilidade do negócio.


Autoria
  • Twitter
  • Email

Adjamir Pontes

Adjamir Pontes

Adjamir Pontes é especialista em Seguros, atuando no mercado desde 1991. Trabalhou na BANORTE SEGURADORA, TREVO SEGURADORA, UNIBANCO AIG SEGUROS, atualmente CEO da GARANTIA SEGUROS na PB e RN, Professor da ESCOLA NACIONAL DE SEGUROS e Criador de Conteúdo @descomplicando.seguros