Linguagem

Mente Sã Ver mais

Reflexões humanas

A Redenção

Foto: internet
Falarei, nesta oportunidade, sobre um assunto de extrema delicadeza, que é sobre a redenção. Como se redimir das faltas que cometemos durante nossa vida? Com todo respeito às religiões, mas a maioria delas, por não dizer a totalidade, promete perdão de nossos pecados através de diversas fórmulas. Umas pregam o uso de doações financeiras; outras utilizam mecanismos que se baseiam simplesmente no arrependimento; outras no auto-flagelo. E assim vão incutindo nas pessoas as facilidades para purificação do espírito no seu caminho até o Criador. 

Como quase todos os seres preferem o comodismo, não raciocinam e aceitam tranquilamente esses mecanismos. Como é fácil comprar a remissão de nossas faltas, não é mesmo? Mas, seriam esses dirigentes religiosos, serem humanos comuns como todos nós, enviados diretamente por Deus para perdoar nossas faltas? O simples arrependimento seria suficiente para anular os pecados cometidos? Deus perdoaria apenas pessoas ligadas a essa ou aquela religião? E o que dizer daquele povo que se intitula como o escolhido de Deus? São questões às quais convido a refletir. 

Tenho a certeza de que, com exercícios de pensamento, poderão chegar à realidade de que o arrependimento, o dinheiro, a recitação repetida de palavras, as auto-torturas físicas não são suficientes para adquirir a redenção. A Logosofia, cultura e ciência, ensina que você, e somente você, poderá alcançar essa redenção. Propaga que cada ser é seu próprio redentor. Mas como conseguir isto? Primeiramente, não se martirizar como o passado, pois o que foi feito já passou. O que se deve fazer é praticar daí para frente, o bem. O bem puro, sem outros interesses materiais. Fazer o bem de tal maneira a equilibrar a balança da vida. 

Deus colocou essa faculdade a disposição de todos, pois todos são seus filhos. Deu-nos uma existência humana e estabeleceu regras. Dotou a todos do livre-arbítrio, para escolherem qual o caminho a seguir. Quem não respeitar essas regras sofrerá as conseqüências como estabelece a Lei de Causa e Efeito. Tal qual a lei comum: que não a cumpre vai ser condenado e preso. Eis aí, pois, a questão. É importante tornarem-se redentores de si mesmos.


Autoria
  • Email

Geraldo R.R. Costa

Geraldo R.R. Costa

Geraldo R.R. Costa é mineiro e mora em João Pessoa. Bacharel em Direito, é coronel reformado da Polícia Militar de Minas Gerais. Pertence à Fundação Logosófica - em Prol da Superação Humana - desde 1988. É vice-presidente da Associação dos Ostomizados da Paraíba. Escreveu vários artigos para o jornal A União e para o jornal da Associação dos Ostomizados do Estado de São Paulo, de circulação nacional.