Linguagem

Mente Sã Ver mais

Reflexões humanas

Crise de caráter

Foto: Internet
Estamos vivendo hoje uma etapa bastante difícil na vida, principalmente no que se refere à política, à saúde e à segurança pública. Talvez as duas últimas sejam reflexos da primeira. Resultados de má administração e corrupção daqueles que por nós foram eleitos e em nós não pensam. Não se passa um dia sequer sem que notícias chegam mencionando um ato ou fato envolvendo a corrupção de políticos. Já disse em artigo anterior que essas pessoas sofrem de um mal denominado GANÂNCIA. Um mal que, pelo que parece, de difícil cura.

Mas, seria somente a corrupção a causa de nossas dificuldades? Penso que existem outras variáveis. O mau atendimento nos órgãos públicos, e principalmente em nossas redes públicas de saúde,  não pode ser creditado somente à falta de recursos. A falta de solidariedade com aquele que está angustiado pelo sofrimento, pela dor, não está adstrita somente a parte econômica. A má vontade e intolerância de determinados funcionários públicos é a regra. A boa vontade, a paciência e a tolerância com o doente são fatores importantes, pois ninguém se dirige àqueles locais sem terem um problema a ser resolvido. 

Aqui, por motivo de justiça, devo esclarecer que, ao levar um amigo na Unidade de Pronto Atendimento de Manaíra, em João Pessoa, fiquei surpreso diante da atenção e presteza do atendimento. Mas onde quero chegar? Quero chegar ao fato da importância do respeito e da maneira cortês que devemos tratar a todos aqueles que se aproximam de nós. A simpatia é qualidade que deve ser cultivada em todos os momentos. Ninguém tem culpa de nosso mau humor. Ninguém tem culpa de nossas decepções e nossos fracassos. Então, por que descontar no próximo nossa revolta? É muito comum as pessoas, ao chegarem nos lares, tratar mal seus familiares como se fossem culpados pelos aborrecimentos no trabalho. 

Há necessidade de se ter um equilíbrio em nosso comportamento, mesmo que isto pareça difícil. O lado emocional tem força, mas temos que dominar essa tendência. Tornou-se moda nos dias de hoje a colocar a culpa de tudo o que ocorre na chamada crise. Estamos realmente convivendo com  muitas crises, mas a crise de caráter, esta sim, há como  vencê-la.

Autoria
  • Email

Geraldo R.R. Costa

Geraldo R.R. Costa

Geraldo R.R. Costa é mineiro e mora em João Pessoa. Bacharel em Direito, é coronel reformado da Polícia Militar de Minas Gerais. Pertence à Fundação Logosófica - em Prol da Superação Humana - desde 1988. É vice-presidente da Associação dos Ostomizados da Paraíba. Escreveu vários artigos para o jornal A União e para o jornal da Associação dos Ostomizados do Estado de São Paulo, de circulação nacional.