Linguagem

Mente Sã Ver mais

Reflexões humanas

Sobre o egoísmo

Foto: internet
Uma das deficiências do caráter que mais acomete ao homem é o egoísmo. Hoje, como nunca, a humanidade padece desse mal: as pessoas pensam muito mais em si do que no próximo. Preocupam-se mais em acumular bens materiais e não se importam com a maneira de consegui-los. Passar por cima de pessoas para se promover é considerado comportamento normal.

O egoísmo tem origem na infância. Raramente se vê uma criança propensa a dividir seus brinquedos ou suas guloseimas com outra. É a grande oportunidade que têm os pais para começar a corrigir seus filhos.

O apego exclusivamente aos bens materiais interfere na evolução e impede que as pessoas entendam que nada será levado no momento da transição. O espírito nada leva desse mundo. Sua herança não é de natureza material.

Fico sempre a refletir sobre  o que as religiões falam nesta época natalina. Convidam os cidadãos a entrarem no espírito natalino e ajudarem ao próximo. Somente nesta ocasião é que se deve pensar nos menos afortunados? Somente no mês de dezembro é que deve reinar o espírito cristão? Será que somente no final de ano é que o egoísmo tira férias? Acredito que a solidariedade deve estar presente em todos os dias do ano. Não uma solidariedade banal, mas uma solidariedade consciente, ou seja, ajudar a quem realmente necessita.

Isso me faz lembrar sobre algumas pessoas que conheço, que não ingerem bebida alcoólica na quaresma. Dizem que é pecado. Mas é pecado somente na quaresma? O resto do ano pode-se beber à vontade?

Estes são alguns aspectos que tenho dificuldade em compreender, mas tenho maior respeito pelas convicções de qualquer pessoa, pois também não sou dono da verdade.

Voltando ao egoísmo, esta deficiência corrói os sentimentos. Interfere no aperfeiçoamento individual. Somente as grandes almas são generosas, em contraposição às pequenas que normalmente são egoístas.

Difícil se livrar do egoísmo, mas o caminho evolutivo tem valor porque enfrenta dificuldades. É um caminho árduo, mas somente por ele que chegaremos  Deus.

O desprendimento é o remédio a ser buscado para se combater o egoísmo.


Autoria
  • Email

Geraldo R.R. Costa

Geraldo R.R. Costa

Geraldo R.R. Costa é mineiro e mora em João Pessoa. Bacharel em Direito, é coronel reformado da Polícia Militar de Minas Gerais. Pertence à Fundação Logosófica - em Prol da Superação Humana - desde 1988. É vice-presidente da Associação dos Ostomizados da Paraíba. Escreveu vários artigos para o jornal A União e para o jornal da Associação dos Ostomizados do Estado de São Paulo, de circulação nacional.