Linguagem

Mente Sã Ver mais

Reflexões humanas

Compulsão ao consumismo

Foto: internet
Uma das coisas que mais tem preocupado os seres humanos se refere à compulsão exagerada ao consumismo. E isso lhe tem trazido sérias preocupações, mormente à questão financeira. Muitas das vezes eles estão cheios de dívidas, mas não conseguem reagir a este impulso. Ocorre com mais freqüência com as mulheres do que com os homens, que são mais racionais e menos emotivos. Com todo respeito e admiração pelo chamado sexo frágil, as queridas mulheres estão mais sujeitas aos modismos e às tentações provocadas pela propaganda. Conheço algumas que não conseguem resistir a um novo modelo de óculos, ou de bolsas, ou de sapatos ou demais apetrechos que podem, segundo elas, torná-las mais elegantes. E as contas-correntes e os cartões de crédito não perdoam. Para tudo existe uma causa que vai provocar seus efeitos.

Um fato também muito comum e o que ocorre quando as pessoas resolvem, como diz o dito popular, “enfiar o pé na jaca”. Fazem despesas além de suas possibilidades, sempre acompanhadas de mentiras para si próprias: “ Afinal de contas, eu mereço. Tendo trabalhado muito.”  “Vou presentear minha amiga, pois ela merece”. Tudo bem. Não quero dizer que não se deve nada consumir. Refiro-me, repito, à compulsão exagerada do consumo, tornando-se mesmo um fato doentio. Se tem condições, tudo bem, pois não  encontrará dificuldades com as despesas. Caso contrário, há que se tomar algumas providências, pois assim nunca sairá do vermelho.  

Por mais difícil que seja, há necessidade de um controle financeiro, pois os imprevistos sempre estão  nos rondando. O que fazer nestes casos?  A compulsão é um pensamento forte, dominante. Portanto, deve-se combatê-lo com outro pensamento forte. Perguntando a si próprio se tem ou não condições de efetuar aquela compra. Se tem ou não necessidade daquele produto, etc. O ser humano deve se esforçar para ser dono de seus pensamentos, e assim o será também da própria vida. Mãos à obra!


Autoria
  • Email

Geraldo R.R. Costa

Geraldo R.R. Costa

Geraldo R.R. Costa é mineiro e mora em João Pessoa. Bacharel em Direito, é coronel reformado da Polícia Militar de Minas Gerais. Pertence à Fundação Logosófica - em Prol da Superação Humana - desde 1988. É vice-presidente da Associação dos Ostomizados da Paraíba. Escreveu vários artigos para o jornal A União e para o jornal da Associação dos Ostomizados do Estado de São Paulo, de circulação nacional.