Linguagem

Minha carreira Ver mais

Gestão profissional e liderança

O Poder da Positividade - Transformando pensamento em ação

Foto: Internet
Você acredita que a motivação pode levar um profissional a desenvolver-se e alcançar patamares superiores? Eu tenho algumas ressalvas sobre a motivação e gostaria de lhe mostra o porquê. 

Tenho me deparado com algumas situações em que profissionais procuram elementos para se motivarem e acreditam que sejam suficientes para mudar posturas e hábitos. 

Certa vez, em um dos processos individuais de Coaching que conduzi, numa determinada etapa, meu cliente conseguiu enxergar uma possibilidade de avançar, agindo de uma forma diferenciada. Após uma rodada de autoconhecimento, ele percebeu que havia um ponto forte em si que poderia ser potencializado e então se motivou diante disto. Ao perceber que seria fácil e simples, motivado com a nova possibilidade, encarou a situação e se deparou com um fato novo não previsto por ele. O que aconteceu? Deu um grande passo para trás e desistiu, num primeiro momento, de atuar conforme programara. 

A próxima sessão estava marcada para 15 dias depois e ele adiou, alegando indisponibilidade por problemas de saúde. Como é comum o adiamento de sessões, entendi e remarcamos mais uma vez. Um dia antes da sessão que estava remarcada, ele me pediu novamente para mudar a data e percebi que se tratava de procrastinação. Fizemos a sessão no outro dia e ele me confessou que não conseguiu realizar a tarefa e que estava tentando adiar a sessão mais uma vez por esse motivo.

Apliquei outra ferramenta de autoconhecimento e descobrimos os motivos pelos quais ele não conseguira realizar tal tarefa, apesar de estar motivado na época que se propunha a fazer. Faltou-lhe POSITIVIDADE. 

Segundo Ehud Filho, Positividade é o querer real e verdadeiro, aquele que vem do coração. Quando você deseja com o coração os desafios começam a se transformar em oportunidades de vitória. Certamente aparecerão obstáculos que podem ser grandes ou pequenos, então é o momento de você enfrentá-los e removê-los.

Vamos entender como funciona o processo de transformar motivação em ação. Crie uma blindagem entre as relações negativas e fracasso do passado e o que você espera alcançar. Como? Dando mais importância ao que está por vir, do que ao que aconteceu. Siga os passos a seguir para vencer a negatividade e buscar a positividade:

1. Quais são as suas necessidades por trás da reclamação e o que você quer alcançar reclamando? 

2. Além de reclamar, quais são as outras estratégias disponíveis e quais outras coisas podem ser feitas para atender às necessidades e escolha da melhor opção?

3. Qual é o preço que você irá pagar para implementar essa estratégia e quais são os riscos envolvidos?

Reclamar é fácil e tem baixo risco. É viciante! Tem pessoas que vivem procurando novos temas para poder reclamar. É necessário pagar o preço para avançar e correr os riscos do fracasso. Se você prefere falar ao invés de agir, tem que desenvolver melhor suas habilidades de comunicação. É possível se expressar sem necessariamente reclamar. Quando reclamamos estamos nos recusando a aceitar a realidade, colocando a máscara de vítima e assumindo que somos incapazes de resolver a própria vida.

Mesmo que não seja possível mudar de imediato a realidade, influenciar ambientes ou pessoas, ou seja, alterar fatores externos que não dominamos, temos a capacidade de mudar a nossa resposta.

Definitivamente, podemos determinar a forma como encaramos a nossa condição. Essa mudança de pensamento pode se tornar mais eficiente com que simplesmente, reclamar. Pense nisso, pois motivar-se não traz a solução e sim é começo para entender o que precisa ser realmente feito, certificando-se que sua positividade está em alta.

Desejo sucesso para você, porque sorte está relacionada com o acaso.

Autoria
  • Email

Maurício Guimarães

Maurício Guimarães

Empresário e Consultor organizacional com vasta experiência em grandes corporaçõess. Possui diversas formações acadêmicas e em Coaching. Professor de vários MBA´s em gestão empresarial e pessoas, atuando também como palestrante e treinador comportamental de líderes e equipes.