Linguagem

Mundo esportivo Ver mais

Mercado, gestão, carreira e bussiness esportivo

É caro ir à Copa da Rússia?

Foto: internet
A Copa do Mundo da Rússia, que terá início em junho de 2018 e duração de um mês, sem dúvida nenhuma será o evento mais importante do ano que estar por vir. Copa não é só sinônimo de futebol, mas também de economia, finanças e muito turismo. E pra quem já pensa em dar um pulo no maior país do planeta e vivenciar um mundial de futebol não é necessário àqueles pacotes turísticos tradicionais e hospedagem em hotel de luxo.

Com a modernidade e para quem não pode gastar tanto em termos de dormida, a opção do hostel vem ganhando bastante força e servindo como excelente opção no que diz respeito a valores. Na capital Moscou, onde acontecerá a maioria dos jogos do mundial, pelo aplicativo AIRBNB , que pode ser instalado nas plataformas de celular, existem disponíveis quartos nos valores médios de 50 reais o dia, ou a noite. Já a passagem, de forma antecipada, sendo ida e volta, atualmente (dez meses antes), consegue-se comprar por volta dos R$ 4 mil.

Ao contrário do que se alarma por aí afirmando que “ir ao mundial da Rússia deve custar o olho da cara e investir muito”, como ouvi de uma pessoa ligada ao esporte, em Pernambuco, digo que se for para assistir todos os três jogos da primeira fase da seleção brasileira, acompanhar também os outros quatro da fase final, caso nossa seleção vá à decisão, e ainda dormir em hotel de luxo, realmente é algo que sai caríssimo mesmo. Mas, para aqueles que querem assistir uma, duas ou até três partidas, e ficando cerca de dez a doze dias, não é um bicho de sete cabeças e ainda assim, curte muito bem o evento.


Autoria
  • Facebook
  • Email

Stefano Wanderley

Stefano Wanderley

Stefano Wanderley é formado em comunicação social pela UFPB e possui especialização em assessoria de imprensa na Unifor (Fortaleza). Também cursou mestrado em administração na linha de estratégia e competitividade na Universidade Potiguar, em Natal-RN. Há 15 anos é repórter esportivo da Rádio Tabajara, onde já teve a oportunidade de gerenciar o departamento de esportes da emissora oficial do Estado.