Linguagem

Tecnologia da Informação Ver mais

Inovação e Marketing Digital

Internet das Coisas: O futuro que já chegou

Foto: internet
Internet das Coisas (em Inglês IoT - Internet of Things) é a capacidade de receber informações, analisá-las e gerar uma ação automatizada sem a intervenção de um ser humano. Os terminais de autoatendimento, mais conhecidos como caixas eletrônicos, foram um dos primeiros equipamentos a levar esta tecnologia à vida dos cidadãos, ainda na década de 1970, e não dá para negar o quanto, ainda hoje, esse equipamento é capaz de facilitar o nosso dia a dia.

Agora, além dos caixas eletrônicos e computadores, temos relógios, celulares e vários eletrodomésticos como televisores, geladeiras, fogões e diversos aparelhos de uso diário conectados com a rede mundial de computadores, sem falar dos carros sem motorista do google. Este é o retrato de um mundo apresentado há algumas décadas como "o futuro". Só que este futuro já chegou para nós. Será então que você e sua empresa estão preparados para as transformações e todos os desafios que esta nova era oferece? 

Na rotina dos usuários, a Internet das Coisas traz oportunidades não apenas para a automação doméstica, como também proporciona a otimização de ações de sustentabilidade, a criação de cidades inteligentes, o acompanhamento remoto de pacientes além das soluções criadas para o setor industrial.  

Para as marcas, tão grande quanto as oportunidades de relacionamento homem-máquina são as possibilidades de interagir diretamente com o seu consumidor final, criando novos canais de relacionamento e oportunidades de venda. Mas, para fazer desta tecnologia uma aliada na geração de negócios e relacionamento com o cliente, é preciso superar alguns desafios:

1 - Trabalhar com grandes volumes de dados 

A maioria dos dispositivos geram informação 24 horas por dia sem parar, então as empresas terão que ser capazes de filtrar os dados do consumidor para identificar situações ou eventos relevantes para estabelecer o relacionamento entre empresa e consumidor. 

2 - Obter uma visão completa do seu Cliente 

Embora as informações geradas através do uso da internet e redes sociais forneçam informações valiosas sobre os hábitos e interesses do consumidor, estas informações ainda são limitadas se comparadas às informações adquiridas por meio de canais não digitais, como os tradicionais “perfis de clientes”, construídos a partir de informações coletadas diretamente do consumidor na hora da compra.

3 - Tempo de resposta 

Se o consumidor fornece uma informação em tempo real, ele também espera uma resposta em tempo real. Não adianta identificar a localização do seu cliente na sua loja minutos ou horas depois que ele deixou o local. Responder em tempo real a dúvidas ou  a reclamações dos clientes também continuará sendo um desafio. Lembre-se, cliente satisfeito não apenas compra, mas defende sua marca. 

Uma das soluções para aproveitar ao máximo as possibilidades das informações geradas por meio da Internet das coisas é o Marketing Baseado em Eventos, que identifica eventos no ciclo de vida do cliente que oferecem oportunidades significativas de interação. Esses eventos muitas vezes fornecem informações sobre a situação atual do consumidor, gerando oportunidades para marketing personalizado e alcançando taxas de resposta mais elevadas do que outras formas de marketing. 

Estas são apenas algumas das abordagens possíveis quando o assunto é a Internet das Coisas, e o assunto ainda está longe de acabar. Entre as mudanças nos hábitos de vida dos consumidores e as mudanças no posicionamento das marcas, causadas pelo avanço tecnológico nos mais diversos dispositivos, ainda há muito o que ser criado e, principalmente, discutido. Avante!


Autoria
  • Facebook
  • Email

Alek Maracajá

Alek Maracajá

Empresário, Alek é presidente da ABRADi-PB e CEO & Founder na empresa Ativaweb Group