Linguagem

Turismo Ver mais

Equipamentos, produtos e roteiros

Delícias do Peru: a gastronomia é orgulho do povo 

Foto: Divulgação/Rosa Aguiar
Como eu disse no post anterior, Lima, a capital do Peru, não é mais uma simples passagem para chegar ao destino de Cusco e Machu Picchu. A cidade está encantadora, limpa, florida, cheia de parques, museus maravilhosos, bares super transados e, o que é simplesmente divino para quem sabe apreciar uma boa gastronomia, com dezenas de restaurantes fantásticos! Mas não é preciso ir a um lugar famoso para comer muito bem no Peru.


Foto: Divulgação/Rosa Aguiar
Antes de falar dos restaurantes, vale uma dica: ir ao Mercado Público de Lima e fazer um tour com um guia, conhecendo e provando as frutas e outras delícias de lá.de lá. O país é riquíssimo em variedades de regiões diferentes, pois localiza-se tanto nos Andes, quanto na Amazônia. Em Lima estão os restaurantes dos chefs mais aclamados e premiados do mundo, entre eles Gastón Acurio, endeusado pelo povo peruano por ter elevado a níveis internacionais a gastronomia de lá, chef Marisa Guilfo, Teresa Ocampo, Pedro Miguel Schiaffino. São muitos nomes a frente de vários restaurantes excelentes em Lima.


Foto: Divulgação/Rosa Aguiar
O salto que a gastronomia peruana deu no mundo foi resultado da qualificação de chefs que estudaram fora e que voltaram ao Peru e passaram a valorizar os ingredientes locais, antes utilizados em receitas indígenas ou criolas, servidos nos botecos da periferia. Um dos exemplos é o cuy, um porquinho andino, alimento dos quéchuas, os descendentes dos incas, e que atualmente está nas mesas mais requintadas. Eles entenderam que valorizar a cultura própria é promover uma mudança social.


Foto: Divulgação/Rosa Aguiar
O Peru é muito rico na produção agrícola: produz uma infinidade de batatas, outra diversidade impressionante de milho, (do roxo se faz o famoso e delicioso suco chicha),  a quinua, cevada, trigo, é o maior produtor mundial de aspargos. Tudo isso se junta a uma qualidade excepcional do pescado do Oceano Pacífico, que faz com que os peixes e frutos do mar sejam fenomenais. Não é a toa que o ceviche é o prato típico do Peru.


Foto: Divulgação/Rosa Aguiar
Quem tem tempo, dinheiro e gosta de degustar novidades não deve perder a chance de conhecer alguns dos restaurantes estrelados de Lima. Em quase todos é necessário fazer reserva com antecedência de um a dois meses!. Caso do Central, eleito o quarto melhor restaurante do mundo em 2014, o La Mar, com filiais em diversas capitais do mundo. No turístico Rosa Náutica dá pra ir sem reserva. 


Foto: Divulgação/Rosa Aguiar
Tem ainda o Tanta, mais informal e também excelente. São muitos, mas a gastronomia em Lima é tão desenvolvida que nem precisa ir a um famosão: experiência própria – você vai degustar maravilhas em qualquer cantinho em Lima.


Autoria
  • Email

Rosa Aguiar

Rosa Aguiar

Rosa Aguiar é jornalista, especialista em Redação Jornalística, mestre em Jornalismo Profissional pela UFPB e ex-secretária da Associação dos Jornalistas de Turismo (Abrajet) . Não vive sem viajar e escreve sobre turismo há mais de dez anos, defendendo os valores paraibanos, nossas belezas e potencial