Linguagem

Turismo Ver mais

Equipamentos, produtos e roteiros

Cusco e Machu Picchu: destinos para o topo de sua lista de viagem!

Foto: Divulgação/Rosa Aguiar
Visitar o Peru na correria não é uma boa ideia. O país tem muito o que ver. De Lima, o roteiro imperdível é, pelo menos, ir a Cusco e Macchu Picchu. Há voos regulares de Lima para Cusco. Na primeira vez, fiz tudo sozinha, mas desta, escolhemos a Mais Brasil Turismo, de Isaac e Ives Batista, (3224-3050) que sabe tudo sobre o Peru, e saímos de João Pessoa com todos os passeios, voos e trens comprados. É bom levar remédios para dor de cabeça e mal estar, devido à altitude: 3.400 m acima do nível do mar.


Foto: Divulgação/Rosa Aguiar
Em Cusco você vai se sentir um cidadão do mundo: há turistas de todos os lugares, e em meio à arquitetura colonial espanhola belíssima, muitos bares e restaurantes descolados. Dá pra andar a pé conhecendo recantos. Na cidade há restaurantes estrelados, como o Chicha, o Limo e o Cicliolina, que é um mix de bar, e ferve à noite. Mas em todos os lugares se come muito bem. Não deixe de conhecer a bebida típica, o pisco sauer, e o suco de milho roxo, a chicha.


Foto: Divulgação/Rosa Aguiar
Há hotéis para todos os bolsos, mas sempre escolho os de arquitetura típica e histórica, e bem localizados. Indico o Royal Inca I, há duzentos metros da Plaza de Armas, a principal da cidade, perto de tudo, com excelente café da manhã e funcionários atenciosos. Há inúmeros passeios incríveis a fazer, além de um city tour pela cidade. Imperdíveis a Catedral e o Convento Santo Domingo,  construído sobre o templo de Qoricancha. Há vários sítios arqueológicos ao redor, para passeios de um dia. Um dos mais impressionantes é Saqsaywaman,  considerado sagrado para os quéchuas, descendentes dos incas.


Foto: Divulgação/Rosa Aguiar
A cereja do bolo é a cidade sagrada dos incas, Machu Picchu. E o caminho para lá é uma aventura belíssima: trens muito confortáveis, da Peru Rail e Inca Rail, alguns com teto de vidro e enormes janelas para se observar a belíssima paisagem dos Andes, ao som da música típica, com serviço de bordo. Depois de umas quatro horas chega-se a Aguas Calientes, e de lá, mais uma meia hora de micro ônibus até a entrada do santuário.


Foto: Divulgação/Rosa Aguiar
É incrível visitar uma das cidades onde os incas viveram, esse povo fascinante cujo império foi o mais extenso das Américas, que tinha uma agricultura altamente desenvolvida, irrigação, conheciam bem a astronomia, a matemática, tinham um sistema sofisticado de estrutura estatal, e na arquitetura intrigam especialistas com monumentos em pedras enormes que desafiam a natureza. Patrimônio Mundial da Humanidade e uma das Sete Maravilhas do Mundo, Machu Picchu é inesquecível.

Autoria
  • Email

Rosa Aguiar

Rosa Aguiar

Rosa Aguiar é jornalista, especialista em Redação Jornalística, mestre em Jornalismo Profissional pela UFPB e ex-secretária da Associação dos Jornalistas de Turismo (Abrajet) . Não vive sem viajar e escreve sobre turismo há mais de dez anos, defendendo os valores paraibanos, nossas belezas e potencial