Linguagem

Unimed João Pessoa Ver mais

Artigos de saúde e bem estar

A importância da puericultura

Foto: divulgação
A puericultura promove o acompanhamento da criança desde a vida intrauterina até o final da adolescência. Por meio desse acompanhamento, é possível a identificação e tratamento precoce dos problemas de saúde da criança.

As doenças crônicas não transmissíveis (doenças cardiovasculares, hipertensão arterial, diabetes mellitus, obesidade) são as principais causas de mortalidade na maioria dos países do mundo e no Brasil. Mais de 70% delas são preveníveis.

A puericultura inicia na vida intrauterina, nos cuidados com a gestante, o que influenciará diretamente na saúde da criança. Deverá ser orientada uma alimentação saudável e composta por todos os grupos alimentares, o que facilitará a aceitação alimentar pela criança durante a introdução alimentar devido à memória gustatória. Evitar ganho excessivo de peso e prevenir o estresse tóxico que pode causar danos irreversíveis no desenvolvimento neuropsicomotor da criança também é importante. Outra recomendação é enfatizar a importância do aleitamento materno e do parto normal.

Após o nascimento, o recém-nascido vai à consulta na primeira semana para avaliação clínica (afastar anormalidades), incentivo e apoio ao aleitamento materno, análise dos testes de triagem, checagem de vacinas. Nesse momento, os pais têm a oportunidade de tirar dúvidas e obter variadas informações importantes relativas a essa fase da vida.

As consultas nos dois primeiros anos são realizadas com intervalos menores, pois é uma fase de crescimento rápido (principalmente no primeiro ano) e com inúmeras aquisições, onde se faz necessária uma cuidadosa vigilância para detecção e intervenção precoce de possíveis alterações motoras, de desenvolvimento, atraso na fala, comportamento atípico, alterações na curva de crescimento e peso.

Deve-se ressaltar a importância do aleitamento materno exclusivo até o sexto mês e complementado até os dois anos de idade - período importante em relação aos hábitos alimentares, pois é quando há a introdução alimentar.

Nas idades posteriores, as consultas são mais espaçadas, mas permanecem as orientações quanto à importância de uma alimentação saudável, combate ao sedentarismo, horas adequadas de sono, controle de uso de telas, prevenção de acidentes, acompanhamento do peso e estatura, verificação da pressão arterial a partir do terceiro ano de vida (ou antes se indicado), manter vacinação em dia, violência doméstica, higiene bucal e corporal, lazer.

A adolescência é uma fase grandes transformações e requer atenção e cuidado em vários aspectos além dos já citados: uso de drogas lícitas e ilícitas, comportamento sexual, saúde mental, prevenção de gravidez.

Portanto, por meio das consultas de rotina, com as orientações das boas práticas para uma vida saudável sendo seguidas, poderemos ter crianças mais longevas e sãs.

Miriam Ramos Neves | CRM-PB: 4012 | Especialidade: Pediatria



Autoria
  • Linkedin
  • Email

Unimed João Pesoa

Unimed João Pesoa

Fale com a Unimed João Pessoa. Instagram: @unimedjoaopessoa. LinkedIn: /company/unimed-jo-o-pessoa. Facebook: /unimedjoaopessoa. Twitter: @unimed_jp . Site: www.unimedjp.com.br