Linguagem
Herbert Rocha

"Os operários da construção civil são pessoas realizadoras, embora com pouca oportunidade. Para mim, é o exemplo do brasileiro"

Dia foi celebrado em 26 de outubro e diretor da Massai destaca os profissionais da área

Foto: Divulgação

Empresa destaca importância do trabalhador de construção civil

Eles constroem casas, prédios, rodovias e formatam os espaços comuns e individuais de convivência e passagem. Os trabalhadores da construção civil, que tiveram seu dia celebrado em 26 de outubro, são essenciais na vida das pessoas. Para celebrar a data, o sócio-diretor da Construtora Massai, Herbert Rocha, com mais de 30 anos de mercado, destaca a importância deste trabalhador. “Os operários da construção civil são pessoas realizadoras, altamente inteligentes, embora com pouca oportunidade, são pessoas versáteis, adaptáveis, que conseguem se encaixar em várias situações”, destacou Herbert.

Confira a entrevista.

Na opinião do senhor, no que o funcionário da construção civil agrega à sociedade?

Os operários da construção civil são pessoas realizadoras, altamente inteligentes, embora com pouca oportunidade. São pessoas versáteis, adaptáveis, que conseguem se encaixar em várias situações.

Sabemos que um operário de construção civil ainda sofre com a falta de reconhecimento por muitas das vezes não ter uma qualificação, qual seu ponto de vista com relação a isso?

O operário da construção civil para mim é o exemplo do brasileiro. Daquele que tira leite de pedra, que saiu do interior porque teve pouca oportunidade, mas, que apesar disso,  de todas as dificuldades, consegue crescer. Isso é o mais difícil, crescer com pouca instrução. Eles, muitas das vezes recebem orientações na obra e muitos não têm curso nenhum. Porém, adquiriu suas experiências vivenciando as obras. Essas pessoas são as que constroem e transformam, eu sou um profundo admirador do operário da construção civil.

Ao longo dos seus 30 anos de experiências, qual a comparação que o senhor faz com o trabalhador de hoje e o de ontem, destacando os avanços tecnológicos?

Um grande avanço que vejo nesses 30 anos de carreira são as oportunidades. Uns dez anos atrás existiam poucas, hoje estão abrindo mais. Atualmente, as empresas entenderam que é fundamental treinar e capacitar, é importante tê-los perto. Na Massai procuramos sempre fazer reciclagem, então essas oportunidades estão aumentando e eles aproveitam. Estão saindo mais daquele grau de complexo de inferioridade, aceitando mais a profissão, batendo mais no peito e tendo mais orgulho da sua profissão. Tenho visto esse crescimento como um todo dentro da construção deles.

Algumas empresas começaram a oferecer oportunidades para esses trabalhadores. O que a Massai tem oferecido em termos de capacitação e gestão emocional?

Já tivemos vários projetos, um deles é o projeto da escola “Zé Pião". Fizemos um levantamento de todo quadro corporativo e procurei ver os que tinham baixo grau de escolarização. Assim, oferecemos a oportunidade para que eles possam concluir seus graus de escolarização. Com objetivo de abrir as portas dentro da própria profissão, fazemos um trabalho de treinamento contínuo. E aquele que me procura para estudar, eu encaminho para que ele possa fazer da melhor forma possível as capacitações profissionalizantes. Um dos exemplos mais bonitos que nós temos, é o Adriano Caxias, que antes era pedreiro e hoje é engenheiro civil.

Qual a mensagem da empresa para este dia especial?

Sou muito grato a vocês por todo esforço que vocês fazem para toda construção civil. E digo: busquem melhoria, vocês possuem capacidade, aumentem a autoestima e não abaixem a cabeça para ninguém. Vocês são importantíssimos na sociedade, não devem se sentir menor de forma nenhuma, porque vocês são grandes.

Redação Paraíba Total



Outras Entrevistas