Linguagem
Socorro Alencar

"Nosso objetivo é despertar em toda sociedade paraibana o papel de cidadão responsável como terceiro setor, onde podemos construir um Brasil melhor"

Líder do grupo Mulheres do Brasil fala sobre o novo núcleo na Paraíba

Foto: internet
O grupo Mulheres do Brasil, criado em 2013, formado por mais de 22 mil participantes de diversas cidades do Brasil lança mais um núcleo na cidade de João Pessoa, no estado da Paraíba. Com uma madrinha de renome nacional, a empresária Luíza Trajano, o núcleo de João Pessoa é liderado por Maria do Socorro Ferreira Alencar, que concedeu entrevista exclusiva ao Paraíba Total. 

Um grupo heterogêneo, de diferentes classes sociais, cores e credos e apartidário. Mas com o mesmo objetivo em comum: estimular a participação feminina na construção de um Brasil que seja melhor para todos os cidadãos 

Para conhecer mais, o site é link

Socorro Aguiar fala sobre as expectativas da gestão, comitês e o protagonismo feminino no estado da Paraíba.

O Grupo Mulheres do Brasil visa diminuir a desigualdade de oportunidades entre homens e mulheres, de que forma isso é feito?

Fazemos parcerias com instituições privadas para conseguirmos cursos de capacitação em todas as áreas para as mulheres, de acordo com as necessidades encontradas no mercado de trabalho e também para abrirem seus próprios negócios.

De que maneira é arrecadado o capital para manter o Grupo?  Por que foi feita a escolha do estado da Paraíba para o novo núcleo?

No momento, as doações são feitas para o nosso núcleo de forma voluntária. Estamos planejando para o próximo ano, formas de arrecadar fundos para algumas despesas. A respeito da escolha, a mulher interessada em lançar um grupo na sua cidade deve primeiramente estar cadastrada no grupo link, depois tem de enviar uma carta de intenção para o núcleo de São Paulo. No meu caso, enviei a carta e ela foi aceita.

Como é feito o comitê em apoio ao Combate à Violência contra a Mulher?

As mulheres que fazem parte do nosso núcleo escolhem qual o trabalho se identificam e forma-se o Comitê em apoio ao Combate à Violência Contra a Mulher.

Buscamos trabalhar junto aos setores públicos e privados que também focam nesta mesma causa.

Poderia falar um pouco sobre cada comitê do grupo?

O comitê Laços que é o social com o "Projeto Abraço" onde confeccionamos bonecas e naninhas para doar em instituições de crianças e outras dependendo da necessidade, no momento da escolha da Instituição. Também temos o Comitê de Combate à Violência Contra a Mulher, em parceria com a Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres do Município de João Pessoa e uma Associação ANESCOM. Conseguimos parceria com a Faculdade UNINASSAU podendo oferecer cursos de capacitação nas áreas de Gastronomia, Informática e Estética.

Quais as expectativas para o novo núcleo da associação em João Pessoa?

Nosso objetivo é despertar em toda sociedade paraibana o papel de cidadão responsável como terceiro setor, onde podemos construir um Brasil melhor para todos e convidar as mulheres para que elas venham fazer parte do nosso grupo nesse papel. O grupo foi muito bem aceito no Estado. 


Redação Paraíba Total
Karen Aragão



Outras Entrevistas