Linguagem
Guy Porto

"É muito importante aproximar as pessoas da arte e emocioná-las com obras singulares"

Sócio-diretor da Massai fala da importância das obras para compor a beleza dos empreendimentos

Foto: adom vieira
O incentivo a arte e cultura é uma das medidas utilizadas para impactar positivamente a comunidade. A inserção de obras de arte em edificações servem de inspirar o dia dia dos moradores, trazendo um estilo contemporâneo e inovador para a vida cotidiana. Nesse sentido, o mais novo empreendimento da construtora Massai, uma das cem maiores do país, se inspirou no estilo contemporâneo e inovador para instalar mais de trinta intervenções artísticas nas áreas comuns do Massai Home Service 31, no Jardim Luna, empreendimento entregue em junho de 2019. 

O engenheiro civil e diretor de planejamento da Construtora Massai, Guy Porto, em entrevista, conta mais detalhes sobre o projeto que agrega intervenções artísticas inovadoras e surpreendentes. Guy, que é graduado em Engenharia Civil e pós-graduado em Segurança do Trabalho e Gerenciamento de Projetos pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Veja mais detalhes da entrevista que segue:

Como o senhor enxerga a importância de obras de arte nos empreendimentos urbanos?

Achamos muito importante aproximar as pessoas da arte e emocioná-las com obras singulares. Por isso, fazemos questão de trazer intervenções artísticas em todos os nossos projetos da Massai, seguindo o estilo e referência de cada um.

Como acontece o processo de escolha dos artistas e do estilo a serem aplicados nas edificações?

Inicialmente, avaliamos o estilo arquitetônico de cada projeto e convidamos um artista para compartilhar as ideias, sempre em consonância com a essência do projeto e dando toda a liberdade de criação.

O artista plástico paraibano Wilson Figueiredo produziu a escultura da fachada do MHS 31, a obra “Alegria de Viver”, que foi a última entrega da Massai. Como se deu trabalho desse artista e o que essa obra proporciona? 


Wilson é um artista ímpar com a sensibilidade de captar a essência de cada empreendimento e já produziu diversas obras para Massai. Ele consegue transformar uma simples chapa de aço em uma peça única, traduzindo emoção. Nesta escultura, ele traz uma pessoa com uma prótese na perna demonstrando alegria e felicidade ao brincar com seu pet, despertando uma questão de inclusão. Nós ficamos encantados!

O interior do MHS conta com obras da paraibana Jô Cortez em parceria com a jovem de 15 anos Maria Clara Porto, sendo ao todo 30 obras expostas em cada pavimento do elevador social. Conte um pouco mais sobre essa proposta. 

Foi um trabalho lindíssimo, de alto nível. Assim é possível definir a galeria de arte vertical no elevador panorâmico do MHS 31. Trouxemos uma obra em cada pavimento, o que encanta ainda mais. É um privilégio para todos os moradores estarem em contato com intervenções artísticas deste nível no dia a dia.


Redação Paraíba Total
Kamyla Mesquita



Outras Entrevistas