Linguagem
Eduardo Carneiro

"Precisamos ter uma nova mentalidade, de leis mais justas e da construção de políticas que atraiam empresas e negócios"

Deputado e presidente da Frente Parlamentar de Empreendedorismo fala sobre desenvolvimento de empresas

Foto: divulgação
É preciso haver maior incentivo e apoio governamental para incentivar os empreendedores e criar uma nova mentalidade neles, para que os investimentos deem certo. O deputado Eduardo Carneiro, presidente da Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico, destacou sobre a importância do incentivo ao empreendedorismo, nesta entrevista exclusiva ao Paraíba Total.

Ele adianta os detalhes da Semana Estadual do Empreendedorismo que será nos dias 04 a 08 de novembro, em João Pessoa, na conversa a seguir.



Na avaliação do senhor, como a Paraíba tem incentivado o crescimento e o desenvolvimento das empresas? Há bons incentivos públicos ou este ainda é um gargalo para o setor?

Infelizmente, a Paraíba não tem uma política de incentivo ao desenvolvimento de empresas. Isso precisa ser uma política de governo, uma prioridade, pois assegura geração de emprego e de renda. Para se ter idéia, estamos reformulando cerca de quarenta leis que prejudicam negócios, que massacram ainda mais os empresários. Então, precisamos ter uma nova mentalidade, precisamos de leis mais justas e a construção de políticas que atraiam empresas, que atraiam negócios e não que afastem e fechem empresas e negócios.

O que o senhor vem trabalhando na formulação de políticas públicas para aquecer a geração de emprego e renda. O que o senhor  destacaria como necessidade imediata para o segmento? 

Precisamos de incentivos fiscais e eles só podem ser concedidos pelo Executivo. Estamos do lado de Pernambuco, por exemplo, que tem uma política de atração de empresas e negócios muito melhor que a nossa. Precisamos também de desburocratização e que leis que geram mais obrigação para empresários parem de ser formuladas. Empreendedor não é vilão, é o braço forte da nossa economia, que gera emprego e renda e que muda realidades.

Conte-nos um pouco sobre a iniciativa da Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico. Para que ela serve, como surgiu a ideia  e como ela atua? 

A Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico visa discutir e propor ações de incentivo ao empreendedorismo de micro e pequenas empresas, empresas individuais e cooperativismo em todo Estado da Paraíba. Através dela, estamos revisando a legislação e reformulando leis que prejudicam empresários. Por meio dela e em parceria com a Escola do Legislativo estamos oferecendo cursos sobre fundamento de marketing e negócios nas redes sociais para pequenos empreendedores. Também vamos realizar a Semana Estadual do Empreendedorismo será realizada entre 04 a 08 de novembro, em João Pessoa, que tem o objetivo de fortalecer, apoiar e incentivar o desenvolvimento de novos negócios e suas formas associativas e cooperativas de produção, gestão e serviços.

Além disso, estamos estimulando a relação comercial da Paraíba com outros Países e divulgando produtos que só o nosso Estado tem. Estamos fazendo uma seleção dos nossos produtos únicos e vamos os apresentar em feiras nacionais e internacionais. Também vamos promover a capacitação desses empresários para que participem de rodadas de negócios.

Propomos também a instalação na Assembleia legislativa da Comissão de Incentivo às Relações Internacionais de Negócios. Atualmente sou o presidente dessa Comissão e através dela estamos tentando estreitar relações com empresários e gestores de outros países. Em outubro, por exemplo, fomos até os Estados Unidos (com recursos próprios) e nos reunimos com o prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti, apresentamos um painel, na quarta-feira (14), a empresários norte-americanos sobre o potencial econômico e turístico da Paraíba. Destacamos as linhas produtivas da região e a capacidade para receber novos investimentos, levando ainda exemplo de produção paraibana com potencial de exportação: fruticultura, caprinocultura, apicultura, artesanato e outros. Também visitamos embaixadas e conseguimos que vídeos sobre a Paraíba sejam veiculados lá.

O senhor está realizando um trabalho para a reformulação de 40 leis que prejudicam o setor produtivo. Conte-nos um pouco sobre esta ação.

Estamos fazendo essa revisão. Foi formada uma comissão técnica, que também é composta pelo setor produtivo. Essa demanda surgiu em uma reunião com empresários em Campina Grande. Percebemos como a nossa legislação é injusta e como Ela precisa ser aperfeiçoada. Por isso, decidimos iniciar esse trabalho que é encabeçado pela Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico.

O senhor está à frente de um evento importante na área. Como será? Qual a expectativa?

Estamos à frente da Semana Estadual do Empreendedorismo, que será realizada em Novembro e trará nomes nacionais e internacionais, além de empreendedores locais. Nosso objetivo é discutir o setor e estimular negócios. 


Redação Paraiba Total



Outras Entrevistas