Linguagem
Pesquisa

Empresas de transportes investem em aplicativos

As companhias aéreas também estão investindo nessa tecnologia

Foto: internet
Pesquisas recentes comprovaram que o brasileiro já utiliza mais o aparelho celular do que o computador pessoal para acessar a internet. Considerando acessos 3G e 4G, a banda larga móvel fechou o ano de 2015 no Brasil com 191,8 milhões de acessos, contra 25,4 milhões em banda larga fixa. Além disso, 20% dos donos de smartphones possuíam algum aplicativo pago, e 45% realizaram algum tipo de compra “in-app” (isto é, de dentro de um aplicativo).

Pensando nesse nicho de mercado que não para de crescer e nos usuários que podem se tornar clientes fiéis, as empresas de ônibus brasileiras tem investido em aplicativos para compra de passagem de ônibus, acompanhamento de horários, ajuda no embarque, entre outros serviços.

A viação catarinense, por exemplo, oferece aos usuários a opção de comprar as suas passagens pelo aplicativo da companhia, verificar os principais destinos da empresa, alertas de promoções, entre outros serviços.

As companhias aéreas também estão investindo nessa tecnologia. Com mais recursos do que apenas a compra de passagens, o usuário pode fazer o check-in e ter o cartão de embarque enviado para seu telefone, checar listas atualizadas, mudar seu assento, verificar o status de seu voo e, em muitos apps, ver de onde o seu avião está vindo e se ele está atrasado.

Para os usuários, esses investimentos significam menos tempo na fila para a compra de passagens de ônibus, mais comodidade e facilidade na hora da compra. Mais uma prova de que a tecnologia pode sim ser utilizada a favor das empresas e usuários.




Publieditorial