Linguagem
Pets

Como levar seu cachorro na viagem de ônibus

Dono do pet deve levar alguns documentos, como atestado sanitário

Foto: internet
Na hora de viajar, donos de cães e gatos nem sempre querem deixá-los sozinhos em casa ou sob os cuidados de outra pessoa. Por isso, já existem leis específicas para o transporte de animais de estimação em ônibus e aviões que, além de assegurar a segurança dos viajantes, também garantem o conforto de animais e passageiros.

Para viajar de ônibus, cães e gatos não precisam apresentar o GTA (Guia de Trânsito Animal), mas o dono deve ter em mãos um atestado que comprove as boas condições de saúde do animal - o documento deve ser emitido no máximo 15 dias antes da viagem.

Na viação reunidas, é obrigatória a apresentação do "Atestado Sanitário para Trânsito de Cães e Gatos" e o animal deverá ser transportado no bagageiro do ônibus, exceto em linhas intermunicipais do Rio Grande do Sul.

De acordo com o regulamento da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), para que o animal de estimação viaje em ônibus rodoviários que circulam em São Paulo, o dono deverá pagar uma passagem extra para acomodá-lo ao seu lado. O animal deve ficar ao lado de seu dono, sempre em caixas especiais para transporte. Em outros estados, vale a pena consultar antes de comprar as passagens de onibus.

Seja de ônibus ou de avião, é importante identificar os bichinhos de estimação com nome e telefone na coleira. Lembre-se também de ter os documentos de vacinação em dia para evitar imprevistos.




Publi-editorial