Linguagem
Em maio

Centro de Convenções sedia Encontro Nacional da Indústria de Cerâmica Vermelha

Evento vai promover o debate entre empresários, sindicatos, associações, pesquisadores fornecedores

Foto: Internet
Em maio, o Centro de Convenção de João Pessoa será destino certo para empresários da indústria cerâmica interessados em inovação, tecnologia e conhecimento. Eles vão participar do 47º Encontro Nacional da Indústria de Cerâmica Vermelha.

O 47º Encontro Nacional da Indústria de Cerâmica Vermelha será realizado de 30 de maio a 1º de junho. Considerado o principal evento do setor no Brasil, tem como objetivo promover o debate entre empresários, sindicatos, associações, pesquisadores, fornecedores, instituições públicas e privadas, organizações internacionais e consumidores.

Tradição e comprometimento técnico com o ceramista são marcas do evento realizado pela Anicer, em parceria com os sindicatos anfitriões. Este ano, o Sindicer/PB já se prepara para receber, ao modo paraibano, todos os participantes do evento. Além das Clínicas Tecnológicas, Minicursos e Espaço de Negócios, a programação contará com a execução do Projeto Solução Cerâmica, onde uma casa modelo, construída com materiais cerâmicos, estará aberta à visitação.

A cada ano, são incorporadas melhorias a esse grandioso projeto, fruto das sugestões e comentários colhidos com os participantes e expositores ao longo de todo o processo, além de seguir tendências tecnológicas mundiais do segmento. As pesquisas apontam que aproximadamente 40% dos ceramistas que participam do evento estão indo pela primeira vez, comprovando que, além de uma importante ação itinerante de negócios, o encontro é uma ferramenta de inclusão das pequenas empresas de todas as regiões no palco principal das inovações tecnológicas e do conhecimento. “O Encontro Nacional é uma tradição na agenda dos ceramistas. Trata-se de um evento sério, que teve a sua credibilidade construída no trabalho diário da Anicer, sindicatos e parceiros e que, no decorrer dos anos, transformou-se em um case de sucesso”, explica o presidente da Anicer, Natel Moraes




secon-PB