Linguagem
Sebrae

Demanda por turismo rural aumenta na Paraíba

Rota dos engenhos do brejo paraibano é apresentada a guias turísticos do Rio Grande do Norte. Foram visitadas sete cidades durante três dias

Visitar os engenhos de cana de açúcar ainda em atividade no brejo paraibano e, ao mesmo tempo, conhecer o roteiro composto por cidades históricas e que ainda possuem o charme e a simplicidade do meio rural. Este foi o objetivo do Sebrae Paraíba ao levar 47 guias de turismo do Rio Grande do Norte para conhecerem o brejo paraibano e sua rota dos engenhos, com o propósito de vender o roteiro a turistas que, cada vez mais, demandam pelo nicho rural.

Desde a última quarta-feira (29) até esta sexta-feira (31), o grupo passou pelas cidades de Bananeiras, Serraria, Areia, Alagoa Grande, Pirpirituba, Duas Estradas e Guarabira. Além de ônibus, os guias também puderam conhecer as localidades utilizando um meio de transporte bastante característico: uma jardineira, espécie de caminhão adaptado com bancos unidos e conceito mais aberto, permitindo maior contato com a natureza. Em Areia, por exemplo, além do engenho da cachaça triunfo, os agentes conheceram a pousada e rancho Nova Vida, a Casa do Doce e a Casa de Vó Maria.

O presidente do Sindicato dos Guias de Turismo do Rio Grande do Norte, Júnior Lima, explica que existe um nicho de mercado em expansão voltado ao turismo rural, principalmente se o roteiro inclui diferenciais como engenhos de cachaça, serras e trilhas. “Os próprios turistas pedem essas rotas, então, decidimos trabalhar conhecendo na prática. Escolhemos o brejo paraibano porque além de atender esta demanda de um turismo mais simples e rural, os engenhos ficam próximos uns dos outros, facilitando a logística e praticidade das visitações”, afirmou.

De acordo com Lima, o roteiro também se destaca pelo acolhimento e gastronomia regional. “O mercado gastronômico influencia muito, tanto nacional quanto internacionalmente. É importante buscar um público mais internacional, que tem esta carência e fica limitado ao sol e mar. Hoje, nosso grande parceiro em termos de turismo é o Sebrae, que tem sido um verdadeiro braço direito. O Sebrae tem o programa de incentivo à interiorização e forma um casamento perfeito com os profissionais do setor, ao fornecer um trabalho mais técnico e elaborado de incentivo e apoio”, frisou.

“Essa visita foi muito importante para a região porque os guias puderam viver a experiência do brejo, visitar os belos engenhos que temos e degustar nossos produtos. Além disso, também puderam conhecer pousadas da região e compreender, por meio do clima, da cultura e da gastronomia locais, qual é o nosso diferencial. Foi muito gratificante receber a equipe de guias e espero que cada vez mais turistas venham vivenciar nossa região”, afirmou a gerente da Agência Regional do Sebrae em Guarabira, Jacy Viana.

Agentes confirmam viabilidade da rota

O guia Frank Charles Soares, que trabalha com o segmento de trilhas e 4x4, afirma que o brejo paraibano possui trilhas e serras atraentes e que o roteiro já é trabalhado há cinco anos por ele. “A rota é maravilhosa e tem ótimas serras. Vir até aqui foi importante para conhecer novos locais. Já anotei novos roteiros e virei com o mesmo grupo para apresentar as novidades e diferenciais da rota”, disse.

O proprietário da agência Discovery Tour Natal, Jader Messias de Oliveira, explica que o turista que visita Natal pela primeira vez vai em busca do roteiro de sol e mar, mas os que continuam visitando a cidade procuram por novidades, incluindo o turismo rural. “O cliente tem que entrar no clima, entender que é um roteiro rural, com natureza. Ele deve estar preparado para relaxar, porque se ficar na tensão do dia a dia, não entende a magia que é isso aqui. Gostei da organização e do acolhimento do paraibano e o roteiro é muito vendável, principalmente para o turista internacional, que gosta de um turismo contemplativo”, afirmou. 

Equipamentos são visitados

Durante a manhã de ontem, o grupo visito, na cidade de Areia, o engenho da cachaça triunfo e, em seguida, foram à Casa do Doce. O almoço foi curtido na Casa de Vó Maria, restaurante sustentável que produz quase tudo o que é consumido, com exceção do tomate, e que mantém a áurea rústica das casas antigas da zona rural. “Incentivamos os produtores familiares da região a produzir macaxeira, batata doce, galinha de capoeira e até a linguiça é caseira. O restaurante tem muitos prêmios e o reconhecimento também veio esta semana: fui a única palestrante da Paraíba a participar do evento Crescer Google, em João Pessoa”, contou a responsável pelo sucesso do empreendimento, Luciana Balbino.

Em seguida, o grupo conheceu o Rancho e Pousada Nova Vida. O proprietário, Jorge dos Santos, explica que o local é conhecido por ser utilizado para eventos que variam desde retiros religiosos a confraternizações e até mesmo casamentos. “Temos trilhas para cachoeiras, passeios de jipes, área de acampamento e tudo isso na serra, com uma paisagem linda e clima agradável. A região de Areia consegue unir história e cultura num só lugar, interligando o turismo e empreendedores da região”, disse.

Todos os passeios foram feitos com a jardineira de Sandra e Moisés Ramalho. Sendo 4x4, o meio de transporte pode passar por lugares que vans e ônibus não têm acesso. “É uma proposta diferente e fazemos diversos roteiros, tanto aqui no brejo quanto no litoral norte e sul do estado. Por ser aberto, é possível ter um contato maior com a natureza e sempre contratamos um guia para explicar a história local. Sou guia, mas fico responsável pela animação do grupo”, afirmou Sandra.




Assessoria