Linguagem
Deligando do trabalho

84% dos brasileiros utilizam as férias para tratar pendências pessoais, diz Expedia

A pesquisa foi coordenada pela consultoria North Star

Foto: Internet
Levantamento realizado pelo Expedia mostra que 84% dos viajantes brasileiros marcam compromissos e resolvem assuntos pendentes nas férias. O dado faz parte de um estudo divulgado pela marca, que passou por 19 países e entrevistou 11.150 adultos empregados. A pesquisa foi coordenada pela consultoria North Star.

No mundo, o mesmo indicativo atinge 67% dos trabalhadores. Para Carolina Piber, diretora sênior Global de Varejo da marca, este é um dos números que comprova que as pessoas acumulam estresse e cansaço durante a rotina de trabalho.

"O relaxamento total só acontece quando estamos fora do período de serviço. Mesmo com toda a pressão do dia a dia, para 20% dos brasileiros, é preciso ao menos uma semana para deletar os problemas da memória e descansar”, explica a executiva. Alemães, franceses e indianos também têm o pensamento semelhante aos entrevistados do Brasil.

Com o curto período que representa uma semana, 28% dos viajantes locais disseram que utilizam cinco ou mais dias de férias para resolver tarefas. Portanto, a comparação entre este e o período necessário para o brasileiro relaxar, se reforça ainda mais a informação destacada no título da reportagem.

Outro destaque apontado pelo estudo é o chamado "Fear of switching off" (medo de se desligar). De acordo com o relatório, mais de 60% dos brasileiros e dos mexicanos já tiveram férias canceladas por compromissos profissionais. Quando estão no período de descanso, cerca de 30% checam e-mail e outros tipos de recados ao menos uma vez por dia. 

Expedia: outros locais

Esse comportamento, contudo, não é regra. Numa análise global, o estudo mostra que 58% dos entrevistados procuram se desvincular completamente do ambiente profissional durante as férias. 

Europa e na Ásia são as regiões onde é mais comum ver trabalhadores se desligando completamente durante as férias. Britânicos e australianos, por exemplo, não costumam abrir e-mails de trabalho em períodos de descanso. Apenas 13% deles dizem fazer isso.

Numa outra pesquisa feita recentemente pelo Expedia, a organização mostrou a importância dada pelos viajantes à conexão wi-fi.




Hotelier