Linguagem
Cinema infantil

II Aruandinha antecede Fest-Aruanda e mobiliza escolas

Com entrada franca, mostra acontece de 1 a 6 de dezembro

Foto: O Menino no Espelho - DivulgaçãoFoto: O Menino no Espelho - Divulgação
Fundado na ideia de reunir cinema, educação e literatura infanto-juvenil, o Fest-Aruandinha entra em cartaz no dia 1 de dezembro na Usina Cultural Energisa a partir das 17h, na Sala Vladimir Carvalho.  Com entrada franca, quem chancela o evento pela segunda vez é a Energisa. O evento é  uma realização da Bolandeir@rte&Films, que também realiza o 13º Fest-Aruanda.

O Fest-Aruandinha oferece um cardápio bem diversificado, entre obras audiovisuais em formato de curta e longa-metragem. Do Polo Audiovisual Cataguases(MG), serão exibidos três curtas (duas animações e uma ficção). Da Mostra do Cinema Infantil de Florianópolis(SC), o Aruandinha exibirá seis filmes, todos em curta-metragem, exibidos e premiados na edição 2018 do evento. Estão contempladas animações, documentários e ficções. “São filmes para divertir, entreter, mas também para pensar, isto é, o lúdico e a reflexão se entrecruzam, ampliando as possibilidades de assimilação de conceitos e a própria capacidade de enxergar o mundo de um modo mais crítico e questionador”, destacou o coordenador e curador, Lúcio Vilar.


O estímulo à produção audiovisual no campo de filmes infanto-juvenis é outra ‘ambição positiva’ do projeto, segundo Vilar. “A verdade é que se trata de uma área pouco explorada na Paraíba, de certa forma ‘quase virgem’, e o esforço, aqui, vai no sentido de que se difunda e se fomente a criação de um núcleo de animação ou algo que o valha, fazendo convergir interesses de fontes diversas como Estado, Prefeitura Federal da Paraíba e a iniciativa privada”, apontou o curador.
         
Estado e Prefeitura de João Pessoa -  No intuito de contemplar alunos preferencialmente da escola pública, a organização do Fest-Aruandinha se articulou nos últimos dias com as Secretarias de Educação do Estado e do município de João Pessoa para que as escolas mobilizem seus estudantes do ensino fundamental para participar das sessões que ocorrerão nos períodos da manhã e tarde. 

Confira a programação:


Sábado, 1
17H – Abertura Oficial
17h30 - MATINÊ I
- Sessão Curta-Metragem - Polo Audiovisual de Cataguases –MG
- Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis (2018)
18H30 - MATINÊ II
Sessão Longa-Metragem 
- A FAMÍLIA DIONTI
Dir. de Alan Minas 

Domingo, 2
16H – MATINÊ I
- Sessão Longa-Metragem 
"Meu Pé de Laranja Lima", de Marcos Bernestein (2012)


17H30 – MATINÊ II
- Sessão Curta-Metragem - Polo Audiovisual de Cataguases –MG
- Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis (2018)
Segunda, 3

8h30
- Sessão Curta-Metragem (Polo Audiovisual de Cataguases-MG) 
- Mostra Infantil de Florianópolis (SC)
08h45
- Sessão Longa-Metragem:
O Menino no Espelho, de Guilherme Fiuza (2014)

14h00 -  Matinê I Sessão Longa-Metragem
- A FAMÍLIA DIONTI
Dir. de Alan Minas 

Terça-feira, 4 

8h30
- Sessão Curta-Metragem (Polo Audiovisual de Cataguases-MG) 
- Mostra Infantil de Florianópolis (SC)
8h45
- Sessão Longa-Metragem:
"Meu Pé de Laranja Lima", de Marcos Bernstein (2012)

14h
Matinê I - Sessão Longa-Metragem
- A FAMÍLIA DIONTI
Dir. de Alan Minas


15h

Matinê II

- Sessão Curta-Metragem (Polo Audiovisual de Cataguases-MG) 
- Mostra Infantil de Florianópolis (SC)


- Quarta-feira, 4

8h30
- Sessão Curta-Metragem (Polo Audiovisual de Cataguases-MG) 
- Mostra Infantil de Florianópolis (SC)
9h45
Sessão Longa-Metragem
O Menino no Espelho, de Guilherme Fiuza (2014)

14h
MATINÊ I
- Sessão Longa-Metragem 
"Meu Pé de Laranja Lima", de Marcos Bernstein (2012)

15h30
MATINÊ II
- Sessão Curta-Metragem (Polo Audiovisual de Cataguases-MG) 
- Mostra Infantil de Florianópolis (SC)

FICHA TÉCNICA
- Sessão Curta-Metragem - Polo Audiovisual de Cataguases –MG
"O Plano de Peçanha" (Coletivo de animação, 2011)
"A Luta", de Bruno Brenec (2016)
"Universo de Manuel" (Coletivo de animação (2016)
- Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis (2018)
“Bola de Trapos”, de Carlos Avalone (Animação, SP, 2017, 4 min)
“Dourado”, de Bernardo Teixeira (Ficção, MG, 2016, 8 min)
“Brinquedo Novo, de Rogério Boechat (Animação, RJ, 2017, 7 min)
“A Roupa Nova do Papai Noel”, de Guto e André Bozzetti (Ficção, RS, 2016, 10 min)
“Caminho dos Gigantes”, de Alois Di Leo (Animação, SP, 2016, 12min) 
“Médico de Monstro”, de Gustavo Teixeira (Ficção, SP, 2017, 11min)




Assessoria