Linguagem
Cenário alternativo

Sol Music Festival agita João Pessoa em noite de muita música alternativa

Festival reuniu cerca de 2.500 pessoas e já tem segunda edição confirmada

A primeira edição do Sol Music Festival, realizada pela Coisa Boa Produções, aconteceu nesta sexta-feira (7), e ofereceu a João Pessoa uma noite de muita música alternativa, reunindo um público de cerca de 2.500 pessoas no Espaço Cultural José Lins do Rego. Foram mais de cinco horas de show com apresentações das bandas Cabruêra, Academia da Berlinda, Os Eloquentes e Nação Zumbi.

O festival contou com recepção circense ao público e música de aquecimento para a noite por conta do DJ Ian Valentin, além de stands da loja General Store, com produtos como camisetas especiais das bandas. A sequência de shows foi iniciada pela banda Cabruêra, que apresentou canções de sua discografia influenciada pela obra popular do nosso estado, como “Forró Esferográfico” e “Visagem”. A banda contagiou o público, que abriu uma grande ciranda de roda, marcando o momento mais vibrante do show. “É sempre um momento único e especial no show da Cabruêra, essa reunião de pessoas que não se conhecem interagindo ao som da nossa música” comenta Arthur Pessoa, vocalista do grupo.
De origem paraibana, a Cabruêra demonstrou no palco seu carinho especial pela capital. “A gente tá em casa, é um público que acompanha o nosso trabalho a 20 anos. Nos sentimos muito acolhidos”, afirmou Arthur. A Cabruêra já está com seu mais novo disco finalizado, com o lançamento previsto para o início de 2019.

Academia da Berlinda, com seu maracatu misturado ao coco e ritmos de salsa e merengue, fez o público dançar durante uma hora ininterrupta ao som de hits como “Fui Humilhado” e “Gringa”, cantadas em coro pela plateia afiada nas letras. Alexandre Urêa (voz e timbales), comentou a sensação que é tocar novamente na cidade. “João Pessoa é uma coisa que a gente tem um orgulho grande, é muito gostoso ter amigos que vem de vários lugares pra nos assistir de pertinho. O festival foi a coisa mais linda, a Cabruêra por exemplo, também é parceira nossa. Foi especial demais fazer essa noite pra essa galera animada”.

A noite ainda seguiu com o trio Os Eloquentes, já conhecidos no cenário musical da cidade por seus covers de MPB, reggae, soul e jazz, que entregaram uma performance com sucessos como “Sorri, sou rei”, do Natiruts. Seu trabalho autoral, o single ‘Acredito’, está disponível nas plataformas digitais.

A expectativa  para a grande atração da noite se transformou em pura energia de rock no momento em que a banda Nação Zumbi subiu ao palco. Com participação especial de Bernardo Negron - o BNegão, o show contou com várias menções saudosas a Chico Science, fundador da banda, ao som de hits aclamados como “Maracatu Atômico”, “A Praieira” e “Banditismo Por Questão de Classe”, além de vários improvisos cheios de críticas sociais, marca das composições da banda.

Sucesso de público e marcando o cenário alternativo em João Pessoa, Gustavo Roque, produtor do evento e diretor da Coisa Boa Produções, comenta a satisfação com a adesão dos participantes. “Por ser o primeiro festival da Coisa Boa Produções, criamos todo o conceito do nome e o primeiro festival dedicado ao público alternativo. A aceitação foi muito boa, a energia da noite foi marcante e os grandes momentos da noite vão estar no perfil do Instagram da @coisaboaproduções”. A próxima edição do Sol Music Festival será realizada em 2019, com previsão para o mês de dezembro, seguindo a mesma linha alternativa.




Assessoria