Linguagem
Norma padrão

Domínio da língua portuguesa pode influenciar na carreira

34% dos candidatos são eliminados pelo RH por erros de gramática

Escrever bem é essencial para conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho. Segundo uma pesquisa divulgada em janeiro pela Catho, site de vagas de empregos, 34% dos candidatos são eliminados pelo RH por erros de gramática, fator que pesa mais do que a falta de experiência (25%).

"O que observamos é que, muitas vezes, o candidato concentra esforços em somente entender o que os recrutadores esperam nas entrevistas, como eles devem se posicionar, como se comportar nas dinâmicas, porém, se esquecem de dominar o português, tanto na oralidade quanto na escrita", revela Marcos Horta, Diretor de Desenvolvimento Humano da MRV.

Um currículo com erros de português costuma passar uma imagem negativa para os recrutadores, que encaram as falhas como domínio precário do idioma ou falta de atenção. Portanto, é importante revisar bem o documento antes de enviar para uma vaga. 

As empresas também valorizam profissionais aptos a produzir textos livres de erros e que apresente ideias claras. "Um texto mal escrito tanto em e-mails, memorandos, circulares e relatórios pode comprometer o entendimento e até gerar prejuízos à empresa", acrescenta Marcos. 

Segundo Rodrigo Sales, professor de redação do ISO Colégio e Cursos, ler muito ainda é a melhor maneira de escrever melhor. "Parece um clichê, mas quanto mais se lê, melhor será seu texto", aconselha.

"Muitas vezes as pessoas afirmam que não sabem escrever e isso cria automaticamente uma barreira. Quanto mais se escreve, melhor será o texto. A leitura e a escrita são os hábitos que, se inseridos no dia a dia das pessoas, resultará em avanços nítidos", finaliza o especialista.




Assessoria