Linguagem
Harmonização orofacial

Microagulhamento estimula regeneração da pele com produção de colágeno e elastina

Técnica multifuncional pode ser realizada em consultórios odontológicos e proporciona a redução de rugas e combate à flacidez facial

Os consultórios odontológicos se tornaram ambientes que oferecem procedimentos que vão além da saúde bucal. Por isso, os profissionais da área estão buscando se capacitar para poder oferecer tratamentos integrados que proporcionem saúde e bem estar aos pacientes, conquistando a harmonização orofacial. Umas dessas técnicas é o microagulhamento, que agora pode ser realizado por dentistas. “A harmonização da face é um conjunto de procedimentos estéticos que buscam corrigir as imperfeições do rosto, atendendo o desejo e a necessidade dos pacientes. O microagulhamento é um dos recursos mais modernos e inovadores da área que traz excelentes resultados. O procedimento pode ser realizado por dentistas por fazer parte da harmonização da face”, conta Taís Cristina da Rosa, cirurgiã-dentista que integra o time de profissionais da OdontoGalerie, em João Pessoa. 

A técnica utiliza agulhas que, ao entrarem em contato com a pele, estimulam a produção do colágeno e elastina. De acordo com a profissional, o contato da agulha com a pele traz pequenas lesões que causam um processo inflamatório e a uma reparação do tecido. “É exatamente este processo que deixa a pele muito mais firme e ameniza os sinais do tempo. Além disso, o procedimento devolve naturalmente o colágeno, um dos fatores que promovem o aspecto saudável e jovem a pele”, conta a dentista, que foi a pioneira da Paraíba a iniciar com o tratamento de botox e preenchimento. 

No Brasil, a especialidade da harmonização orofacial é regulamentada pela Resolução 198-2019 do Conselho Federal de Odontologia (CFO). “O cirurgião-dentista é totalmente capacitado para atuar na área e é legalizado para estar aplicando todos as técnicas que envolvem a harmonização da face. Nós, profissionais da odontologia trabalhamos não só com sorrisos, mas com tudo que envolve a face. Por isso, é essencial se especializar para estar sempre aprendendo e aperfeiçoando as técnicas”, afirma Taís, que concluiu  esta semana a Pós Graduação em Harmonização Orofacial, em São Paulo. “Estamos sempre em busca de novos conhecimentos para oferecer o melhor da odontologia aos nossos pacientes. A especialização me apresentou técnicas inéditas da Europa e foi planejada para que o cirurgião-dentista esteja preparado para a prática de todos os procedimentos necessários para a obtenção de uma boa estética orofacial, e esta especialização foi essencial para o aperfeiçoamento das técnicas”, destaca Taís.

Além do microagulhamento, entre os procedimentos estéticos que podem ser realizados no processo de harmonização facial, estão as lentes e facetas de contato, toxina botulínica, fios de sustentação facial e bichectomia. 




Assessoria