Linguagem
Refeições saudáveis

Mercado de alimentação saudável e glúten free é tendência dos consumidores

Empreendedor explica como inovou ano a ano para acompanhar o ritmo do segmento

Foto: divulgação
Criatividade, foco e necessidade são as principais motivações e requisitos para um empreendedor de sucesso. Com esses ingredientes, empresas e marcas se estabelecem e ditam as tendências e necessidades dos consumidores. Pelo menos é o que diz Vagner Gomes, empresário, CEO e fundador da Uni Alimentos, marca que industrializa alimentos saudáveis, e que nos últimos anos, lançou mais de vinte novos produtos para o mercado.

“O público vegano, vegetariano e afins, têm crescido demais nos últimos anos. Desde 2015, quando lançamos nossa primeira linha de produtos veganos, nós percebemos que esse nicho, por ser muito exigente, carece não só de alimentos saudáveis, mas também gostosos para todas essas ocasiões”, conta Gomes.

De acordo com um estudo da agência de pesquisas Euromonitor, divulgado pelo SEBRAE, o mercado de alimentação ligado à saúde e ao bem-estar cresceu 98% no Brasil de 2009 a 2014. O SEBRAE também divulgou a pesquisa feita pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS), aonde apontou que existem dois milhões de pessoas no Brasil afetadas pela doença celíaca.

Desde que a Uni Alimentos foi fundada – 2015 – a empresa trouxe mais de vinte produtos aos consumidores, todos voltados a alimentação saudável e glúten free. Encontrados nos supermercados e em e-commerce, os produtos também são distribuídos em redes de hotéis, eventos e ações promocionais.

“Entendemos que a qualidade do nosso produto se encaixa não apenas nos supermercados, mas também como uma prestação de serviço, perfeitos para hospitais, serviços hoteleiros e grande eventos. Desta forma, conseguimos expandir a visibilidade da nossa empresa e dos nossos valores para contribuir com um maior número de consumidores”, explica Vagner.

No portfólio, a marca já apresenta snacks de coco, de canela e de queijo, chips de mandioca e batata-doce, tapiocas em porções individuais e até farofas, feitas no óleo de algodão, além de muitos outros produtos voltados a saúde e bem-estar.

Até o final de 2020, a marca pretende expandir em 20% os seus negócios e garante que até lá, ainda trarão muitas novidades para os consumidores. “Nós estamos com vários projetos internos para trazer mais praticidade e qualidade de vida aos nossos consumidores, acreditamos que só assim, conseguiremos fidelizar e promover novas tendências dentro desse mercado”, conclui Gomes. 



Assessoria