Linguagem
Destaque

Startup lança cartão integrador que promete facilitar a inclusão digital da classe C

Cartão integra serviços financeiros como pagamentos e conta bancária a outros como compras de remédios

Foto: divulgação
Uma startup investiu cerca de  R$ 10 milhões de reais para criar o Descompplica, um cartão multi-benefícios que além de ser conta digital e cartão de crédito, também integrará outros serviços para uso em mais de 30 mil estabelecimentos conveniados, sendo supermercados, farmácias, academias, escolas, hospitais e entre outros. O cartão está em fase de implantação inicial nos estados de Sergipe, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal. Já recebeu um aporte de investidores no valor de R$ 4 milhões.

Com 10 mil usuários cadastrados, o diferencial do cartão é a sua mesma utilização para diversos fins, pagando apenas uma mensalidade de R$ 49,90 mês. Além disso, ele  contará com postos de atendimento físico para dar suporte ao usuário. Sendo assim, ela será a primeira startup Omnichannel - empresas que facilitam a integração de serviços de lojas físicas e virtuais ao usuário, do Brasil.

Para Raissa Urbano, CEO da Descompplica, o produto facilitará o uso de serviços digitais para os usuários, principalmente da classe C, que possuem dificuldades de adequação no dia à dia, e que o modelo de negócio Ommnichannel é o ponto de partida principal para isso.

“Nosso objetivo é facilitar qualquer tipo de serviço utilizado pelo cidadão brasileiro, principalmente o da classe C, que ainda não possuem familiaridade com o digital, eles até usam um serviço outro, mas são carentes de auxílio. Esse será um produto digital com atendimento presencial focado em descomplicar a vida das pessoas, ou seja, um canal de integração de serviços que permitirá experiência digital e física ao mesmo tempo”, explica Raissa.

Os postos de atendimentos parceiros permitirão que o usuário marque consultas médicas, faça matrículas em cursos, academias e ainda a solicitação de empréstimos e parcelamento de compras. Além disso, oferece ganhos para todos os envolvidos, inclusive estabelecimentos parceiros.

“Os postos Descompplica funcionarão como as casas de loterias, a diferença é que o suporte será para o uso de um serviço digital. O usuário receberá auxílio para aquisição de serviços parceiros, consulta de estabelecimentos e ainda poderá solicitar empréstimos, crédito para parcelar compras e outros serviços bancários. Tudo isso com um único cartão e em um só lugar”, finaliza Raissa.

A startup espera crescer em 50% nos próximos 5 meses e atingir a marca de 1 milhão de usuários do cartão Descompplica em dois anos. Além disso, os planos de expansão da rede por todo o Brasil começará por Sergipe, seguido de Minas Gerais, Distrito Federal e São Paulo.




Assessoria