Linguagem
Destaque

Ser inadimplente no SPC e SERASA é visto por 97% dos profissionais como um problema

Foi registrado um aumento de consumidores com contas em atraso de 1,58% no ultimo ano

Foto: divulgação
O ano de 2019 foi desafiador para o setor de recuperação de crédito e cobrança, após atingir a marca de 63 milhões de inadimplentes ao final do primeiro semestre. Recentemente, durante o mês de outubro, o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) registrou um aumento de consumidores com contas em atraso de 1,58%, na comparação com igual período do ano anterior.

Índices como esses são considerados um problema para 97% dos profissionais do setor de crédito e cobrança, é o que mostra a pesquisa: Desafios e Tendências do Ciclo de Crédito na Era da Inovação Financeira, realizada pelo o Instituto Locomotiva, em parceria com o Negocia Fácil, serviço de cobrança digital, e o CMS. 

De acordo com o levantamento, 9 em cada 10 entrevistados acreditam que o Brasil enfrenta uma crise econômica e apenas 34% deles enxergam que o fim dessa crise esteja próximo. “Dados como esses enfatizam a necessidade de soluções em prol a inadimplência. Para iniciar 2020 com uma regressão positiva, as empresas precisam investir em novas opções de cobrança. Uma das soluções é utilizar plataformas digitais atreladas a estratégias H2H, elas têm a capacidade de aproximar o devedor para quitar a dívida de forma simples e rápida”, enfatiza José Moniz, Head de Negócios Digitais do Negocia Fácil.

Ao analisar este cenário o Negocia Fácil, serviço de cobrança digital, da MFM TI, transformou sua premissa e passou a atuar com a experiência da “não cobrança”. A opção de “vender adimplência”, aplicou no digital estratégias Human to Human no momento da negociação, dando sensibilidade a cobrança. Com a praticidade do on-line, o serviço já gerou 5,4 milhões de acordos e mais de R$ 300 milhões arrecadados, além de reestabelecer a relação de consumo entre a marca e o consumidor.

“Estamos caminhando ao lado de novas tecnologias e tendências. Uma de nossas premissas é resolver a cobrança de forma disruptiva, por isso contamos com parceiros como ExpertSender, Movile, Facebook, Tableau, Google Ads e Smarkio, pois juntos formamos um ecossistema capaz de cobrar o devedor com estratégias H2H e trazer benefícios ao credor, para enfim mudar este cenário”, conclui Moniz.




Assessoria SPC Brasil