Linguagem
Metal que vira arte

Sebrae Paraíba e Governo do Estado lançam Salão do Artesanato Paraibano

Evento terá início no próximo dia 10 de janeiro e dura até o dia 2 de fevereiro

Foto: divulgação
Com o tema "Metal que vira arte",o Sebrae Paraíba e o Governo do Estado lançaram, nesta terça-feira (7), a 31ª edição do Salão de Artesanato Paraibano, que irá acontecer entre os próximos dias 10 de janeiro a 2 de fevereiro, na Avenida Cabo Branco, 2260. Com expectativa de movimentar mais de R$ 1,3 milhão em negócios, o evento contará com a participação de 300 artesãos de mais de 45 municípios paraibanos e tem a estimativa de atrair mais de 100 mil visitantes.

O governador João Azevêdo destacou que, nesta edição, 12 artesãos que têm como insumo de sua arte o metal serão homenageados e, ainda, que o encerramento do Salão será realizado com um desfile de peças da renda do Cariri paraibano do estilista Ronaldo Fraga, um dos maiores do país, associado ao traço do artista plástico paraibano Flávio Tavares. "Não tenho dúvidas que esse será um passo importante dentro do artesanato, fazendo com que esse setor seja visto com o olhar econômico que merece - afinal, é uma cadeia produtiva enorme, que movimenta milhares de pessoas no estado", declarou.

Já o diretor técnico do Sebrae Paraíba, Luiz Alberto Amorim, destacou a contribuição do Salão de Artesanato Paraibano para a movimentação da economia dos pequenos negócios, sendo também importante para que artesãos de todo o estado sejam reconhecidos. "Nós, do Sebrae, trabalhamos focados em dar condições a quem opera os negócios da economia criativa no estado possa crescer, para que nosso turismo vá além do sol e mar. O turista que vem aqui no litoral e visita o Salão de Artesanato acaba vendo a riqueza que existe em outros pontos da Paraíba. E isso pode ser reconhecido através do índice de retorno dos turistas ao nosso estado, mostrando que quem vem aqui fica satisfeito com o que vê", disse.

A gestora do Salão, Marielza Rodriguez, por sua vez, destacou que o Salão de Artesanato Paraibano, este ano, quis também trazer a arquitetura como uma estratégia de venda para o artesanato, com diversos espaços no Salão mostrando a intersecção entre as duas áreas.O evento também conta com a parceria de arquitetos que vão ambientar voluntariamente os espaços, fazendo uma inserção do artesanato na arquitetura e ambientação. O projeto geral é do arquiteto Gustavo Vaz; a entrada do Salão do Artesanato será ambientada pela arquiteta Tereza Queiroga; Rosemildo Jacinto criará cinco Ilhas de Descanso temáticas ao longo do percurso do salão; já a praça de alimentação denominada Espaço Criativo Mar e Bar será ambientada por Sarah Cavalcanti.

Atendimento Sebrae - O Sebrae oferecerá, durante o evento, atendimentos e palestras aos artesãos. O atendimento será voltado àqueles que desejam se formalizar ou obter informações acerca do processo de formalização, como vantagens e dúvidas. Já as palestras abordarão temas conectados ao empreendedorismo, a exemplo de atendimento ao cliente, vendas e uso de mídias digitais.

Homenageados - O Salão homenageia este ano 12 artesãos, sendo 10 de João Pessoa, um de Bayeux e um de Pilar. Entre os homenageados estão o artista plástico, escultor e artesão Wilson Figueiredo; o artesão João de Deus; a artesã Rosicler Fontana, que trabalha com a fabricação artesanal de diversos tipos de facas; e o casal Humberto Heleno e Maria Miguel.




Assessoria de Imprensa SEBRAE PB