Linguagem
Meio Rural

Com participação do Sebrae, programa do governo federal vai beneficiar 1,8 mil empreendedores do setor agropecuário

AgroNordeste, que será desenvolvido em 10 estados brasileiros, deverá contemplar 43 municípios paraibanos

Foto: Internet
Impulsionar o desenvolvimento econômico, social e sustentável do meio rural através da melhoria e do fortalecimento da atividade agropecuária de pequenos e médios produtores dos nove estados da região Nordeste e do norte de Minas Gerais. Essa é a proposta do AgroNordeste, programa lançado pelo governo federal em conjunto com diversas instituições, entre elas o Sebrae, que deverá beneficiar cerca de 1,8 mil empreendedores paraibanos com ações voltadas para capacitação, orientação empresarial, transferência de tecnologias, assistência técnica e acesso ao crédito.

Criado através do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o AgroNordeste tem como meta beneficiar, nos 10 estados que integram o programa, cerca de 25,5 mil pessoas, entre empreendedores rurais, comércio, serviço, agroindústrias, associações e cooperativas. Para isso, cada instituição participante do projeto realizará ações dentro da sua área de atuação, buscando contribuir com o desenvolvimento das cadeias produtivas que possuem relevância socioeconômica e potencial de crescimento na região.

No caso do Sebrae, instituição que é referência nacional em assistência aos pequenos negócios e no estímulo à cultura do empreendedorismo, o trabalho dentro do AgroNordeste vai envolver as seguintes ações: assistência técnica gerencial, transferência de tecnologias para os produtores, orientação para acesso ao crédito, capacitação empresarial e oportunidades para jovens no campo, incentivo para participação de produtores em feiras, rodadas de negócios e outros eventos, gestão do conhecimento e inteligência estratégica, dentre outras.

De acordo com o analista do Sebrae Paraíba, João Bosco da Silva, as ações do AgroNordeste no estado irão contemplar 43 municípios, por meio de quatro áreas de atuação. “Através do AgroNordeste nós vamos trabalhar com a caprinovinocultura nos 29 municípios do Cariri, atendendo a toda essa região, além de alguns outros eixos que nós vamos trabalhar de forma mais específica em algumas cidades, como a bovinocultura leiteira, a avicultura e a horticultura e fruticultura”, explicou João Bosco, ao destacar que essas são áreas em que a instituição já atua através de outras ações e projetos desenvolvidos no estado.

Ainda conforme o analista, as ações desenvolvidas pelo AgroNordeste pretendem alcançar, entre outros objetivos, a melhoria da gestão das propriedades rurais e da qualidade dos produtos, incentivar a certificação e aumentar o faturamento dos produtores. Além do governo federal e do Sebrae, participam do AgroNordeste o Senar, Banco do Brasil, Sistema OCB, Aneel, Banco do Nordeste e Embrapa.




Assessoria de Imprensa SEBRAE PB