Linguagem
Universo Online

Para proporcionar conteúdo inteligente, acessível e descontraído, startup investe em plataformas digitais

Projeto “Furacanizando” da Be.labs espalha ideais da aceleradora paraibana para o mundo inteiro

Foto: divulgação
A Be.labs, startup com mindset sueco, apoia e fortalece negócios de mulheres empreendedoras por meio do processo de aceleração. Além de oferecer turmas de pré-aceleração, a Be.labs está sempre procurando novos meios de empoderar e espalhar o empreendedorismo feminino pelo mundo, principalmente no meio digital. Em busca de proporcionar conteúdo inteligente e acessível, a startup lançou o projeto “Furacanizando”, que leva a palavra da Be.labs para plataformas digitais como Medium, Instagram, Podcast e Youtube, tornando os ideais da aceleradora mais acessíveis, sem barreiras físicas.

O objetivo de criar conteúdo inteligente para essas mídias vai além de trazer um posicionamento forte para a Be.labs, como afirma a cofundador da Startup Maria Clara Guimarães. “O projeto Furacanizando é a nossa forma de falar sobre assuntos sérios em todas as redes sociais. Desconstruir e levar conteúdo que não só entretenha, mas também ensine", afirma Maria Clara. 

Furacanizando nas redes sociais - Conteúdos importantes, voltados a raiz do empreendedorismo feminino e todo o universo que o circunda são os temas abordados nas redes sociais da Be.labs. Adaptando e tornando assuntos complexos acessível para as redes sociais, a aceleradora cria conteúdo útil e inteligente. No Medium, plataforma de publicações de textos, são abordados os temas mais sérios e densos, em textos mais complexos. No Youtube, descontração, efeitos sonoros e convidados especiais trazem leveza para os vídeos, que falam principalmente dos eventos que os fundadores da startup participam.  E no Spotify o programa nomeado “SmartLabs” traz uma série de episódios de 45 minutos nos quais fundadores e convidados discutem variados temas importantes que estão presentes no cotidiano. 

Para mais informações sobre a startup o Instagram é o @be.labs e o site www.belabs.org . 




Assessoria