Linguagem
Pandemia

Luciano Cartaxo defende mais medidas restritivas e aumento do número de leitos hospitalares

PMJP pretente ainda uniformizar protocolo de regulação dos atendimentos com o Governo do Estado

Foto: divulgação
Durante reunião no Palácio da Redenção, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, defendeu, nesta quinta-feira (19), a adoção de novas medidas restritivas para a prevenção ao coronavírus, o aumento no número de leitos hospitalares de enfermaria e UTI, a uniformização do protocolo de regulação dos atendimentos entre Prefeitura e Estado, além da necessidade de apoio financeiro do Governo Federal para que os municípios avancem com outras ações de combate à Covid-19. O prefeito se reuniu com o governador João Azevêdo, o secretário de Saúde, Adalberto Fulgêncio, o procurador-Geral do município, Adelmar Régis, representantes do Governo Estadual e da Procuradoria da República, do Estado e Ministério Público.

Na ocasião intergovernamental para gestão de crise da Covid-19, foi discutida a importância das medidas conjuntas e responsabilidades de cada ente na adoção de medidas de prevenção, mas também nos casos de atendimentos a pacientes através da criação de um plano de contingência ao coronavírus, que inclui a regulação dos atendimentos e também novas medidas de restrição de circulação de pessoas para reduzir a capacidade de circulação e transmissão do vírus.

“A Prefeitura de João Pessoa já está adotando preventivamente uma série de medidas para auxiliar neste processo de proteção da nossa população ao coronavírus. E podemos perceber que a cidade está absorvendo bem estas decisões que nós tivemos que adotar, mas acreditamos que ainda podemos avançar com medidas mais restritivas. É melhor tomarmos estas medidas hoje para não termos que ser mais duros nos próximos meses”, afirmou o prefeito.

Segundo ele, é importante que a partir de agora a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a Secretaria Estadual de Saúde (SES) atuem em um esforço conjunto. “É importante que as secretarias possam se tornar uma só no sentido de dar as melhores respostas, uniformizando um protocolo de regulação dos atendimentos e disponibilizando mais leitos hospitalares de UTI e de enfermaria para atender os casos que precisarem de atendimento hospitalar. Temos ainda que criar um mecanismo de acompanhamento e ampliar a capacidade de realização dos testes, que, no meu entender, deveria ser realizado nos domicílios”, disse o prefeito Luciano Cartaxo.

Como membro da diretoria da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), Luciano Cartaxo defendeu ainda que os municípios recebam apoio através de recursos para superar o momento de crise relacionada à Covid-19. “A Frente Nacional de Prefeitos está encaminhando várias solicitações ao Governo Federal e precisamos fazer uma discussão sobre o equilíbrio fiscal dos municípios e também dos Estados”, afirmou.

Também participaram da reunião o procurador da República na Paraíba, José Guilherme Ferraz; a procuradora da República na Paraíba, Janaína Andrade; o procurador-Geral do Estado, Fábio Andrade; o procurador-Geral de Justiça da Paraíba, Seráphico da Nóbrega; o procurador do Ministério Público do Trabalho, Carlos Eduardo; e o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, entre outros representantes do Governo Estadual.




Secom JP