Linguagem
Destaque

Governo presta assistência técnica on-line ou por telefone aos produtores

O objetivo é ajudar os produtores em suas atividades evitando prejuízos por conta da pandemia do coronavírus

Foto: internet
Os extensionistas da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), vinculada à Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e da Pesca (Sedap), estão assessorando à distância, pelo sistema on-line, os agricultores integrantes do Projeto Algodão Paraíba e os demais produtores agrícolas e criadores. O objetivo é ajudar os produtores em suas atividades e, assim, eles não sejam prejudicados por conta da pandemia do coronavírus. 

Os técnicos que estão trabalhando home office vêm orientando os agricultores quando surgem dúvidas com relação ao plantio e, em contrapartida, estão recebendo total apoio por esse trabalho. Este é o caso do produtor rural Severino Inácio Filho, do sítio Cipó, em Santana de Mangueira, que utiliza as ferramentas da internet para se comunicar com os extensionistas quando surge alguma dúvida na plantação de algodão e outras culturas. “Estamos pedindo para que a turma da Empaer que fique em casa, não precisa vir ao campo, porque se houver alguma dúvida, nos comunicamos pela internet. Importante que ninguém se contamine”, afirmou, em mensagem de áudio para os integrantes da Empaer em Itaporanga.

Outros agricultores também têm demonstrado apoio e incentivo à nova estratégia para manter o isolamento social, como Domário Marques da Silva, do sítio Cosma, em Ibiara. Em vídeo, ele mandou um recado para o técnico da cidade de Aguiar dizendo que ele, no sítio, continua trabalhando e fará a consulta se for preciso. “Somos produtores de batata, não podemos parar, mesmo mantendo a distância”, disse.

A agricultora rural Francisca Freyre da Silva sítio Genipapeiro, em Aguiar, lembrou que, mesmo em quarentena, atendendo recomendação do governo, está tomando todos os cuidados e continua cuidando de sua criação de caprinos e galinhas e da lavoura. “Preciso trabalhar para me sustentar e sou uma das agricultoras assistidas pela Empaer, e preciso me cuidar”.

Por sua vez, João Carvalho Filho, de Boa Ventura, que trabalha com hortaliças e outras culturas, disse que o coronavírus não o impediu de continuar cuidando de seus roçados, sempre utilizando o telefone para o contato com os técnicos.

Na mesma linha de raciocínio está o produtor rural Eliado Pereira de Lima, do sítio Abóboda, em Aguiar, que trabalha com várias culturas. Ele recomendou aos extensionistas para não ir ao campo. “Neste momento vamos fazer contatos apenas pelo celular, mantendo distância, mas produzindo”, afirmou.

Outro que também deu seu recado foi Marcos Aurélio, lembrando que “neste momento difícil que todos estão passando, que muitos foram obrigados a parar, estamos no campo, estamos produzindo”, também destacando a ajuda técnica da Empaer 

O presidente da Empaer, Nivaldo Magalhães, informou que todos os técnicos, seguindo rigorosamente as orientações do Governo do Estado, estão orientados a continuar prestando toda a assistência on-line, de modo que os agricultores possam continuar com suas atividades. 

“Quando um produtor procura um dos nossos técnicos, estes, prontamente, tiram as dúvidas por telefone, usando os recursos da internet, e assim o agricultor continua normalmente com suas atividades”, afirmou Roméria Pereira, gerente regional da Empaer em Itaporanga.




Secom Paraíba