Linguagem
Dia 6 de junho

Especialista ressalta importância do Teste do Pezinho em recém-nascidos

Pediatra e neonatologista da Unimed JP explica como o exame é realizado e as doenças que podem ser detectadas por meio dele

Foto: divugacao
Este  sábado (6), é celebrado o Dia Nacional do Teste do Pezinho, exame realizado por meio da coleta de sangue no calcanhar da criança, ainda nos primeiros dias de vida. Com a análise do material, é possível identificar precocemente doenças graves e fazer o tratamento adequado com especialistas. De acordo com a pediatra e neonatologista Aracele Toscano Rocha, médica cooperada da Unimed João Pessoa, este é um exame obrigatório de triagem realizado no período neonatal.

 “É necessário coletar o sangue entre o terceiro e o quinto dia de vida do bebê, não devendo ultrapassar os sete primeiros dias de nascido, devido à importância do diagnóstico precoce de algumas patologias que podem necessitar de uma intervenção rápida para não prejudicar o desenvolvimento físico e intelectual da criança”, explicou a médica.

Ato de amor - O procedimento para coleta é realizado com uma agulha bem fina, que retira o sangue do calcanhar do bebê. As gotinhas são colocadas em um papel, que segue para os laboratórios habilitados. Segundo ela, algumas patologias identificadas pelo teste são assintomáticas, com desfecho final grave, caso não sejam descobertas em período oportuno.

 “Por isso, é muito importante a conscientização dos pais e familiares na realização do Teste do Pezinho em tempo hábil, pois o diagnóstico precoce dessas doenças salva vidas. Além de possibilitar o cuidado precoce de doenças como fibrose cística, hemoglobinopatias e o hipotireoidismo congênito, o teste é também um ato de amor”, conta Aracele. 




assessoria