Linguagem
Delivery

Por melhores condições de trabalho, entregadores planejam boicote para 1º de julho

As principais solicitações são por melhorias na remuneração e segurança

Foto: Juarez Rodrigues / EM / D. A Press
Os entregadores de aplicativos de delivery estão planejando um boicote às empresas por trás das plataformas. O boicote está agendado para 1º de julho, segundo o jornal Folha de S. Paulo. O objetivo é conseguir melhores condições de trabalho, sobretudo nos aspectos de remuneração e segurança.

Os entregadores pedem aumento no pagamento das corridas, seguro em caso de roubo e acidentes, e mais recursos para compra de materiais de proteção contra o coronavírus, como máscaras e luvas.

Eles também reivindicam menos bloqueios de entregadores por parte das empresas dos aplicativos.

Os entregadores pedem que a população não faça pedidos no dia 1º e que, por outro lado, deem nota ruim para os principais aplicativos de entrega nas lojas de download, como Apple Store e Play Store.




Newtrade