Linguagem
Em meio a quarentena

Setor de bebidas cresceu 65,6% em maio, diz IBGE

Os dados refletem os impactos da pandemia de coronavírus na economia brasileira

Foto: divulgação
A produção nacional de bebidas cresceu 65,6% em maio frente a abril em período de pandemia de coronavírus, de acordo com a PIM (Pesquisa Industrial Mensal), divulgada na quinta-feira (2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Apesar do resultado positivo, o crescimento não foi suficiente para reverter a queda de 26,3% acumulada em março e abril. Segundo o IBGE, os dados refletem os impactos da pandemia de coronavírus na economia brasileira. 

Para o gerente da pesquisa, André Macedo, “a partir do último terço de março, várias plantas industriais precisaram adaptar formatos de produção e de vendas para atender o atual cenário”.

O mês de maio já demonstra algum tipo de volta à produção, mas a expansão de 65,6%, apesar de ter sido a mais elevada desde março deste ano, eliminou parte da redução d 49,6% acumulada nos meses de março e abril de 2020.

Setor em crescimento

Para João Sattamini, do grupo Organique, por exemplo, o desempenho do setor se reflete nas atividades impulsionadas, em grande maioria, pelas fábricas. “Começamos a programar para a retomada nos Estados Unidos, país onde o crescimento de bebidas energéticas cresceu 30% nos últimos 6 anos. Mas, durante a pandemia nossas vendas cresceram 200% com a ajuda do e-commerce, um dos canais de viabilização para chegarmos ao consumidor final”, conclui.




Newtrade