Linguagem
Simples Nacional

Sebrae Paraíba alerta para o pagamento de tributos adiados no primeiro semestre

Tributos federais do regime, incluindo a contribuição mensal do MEI, tiveram as parcelas adiadas

Foto: internet
Microempreendedores individuais (MEIs), microempresas e empresas de pequeno porte, optantes do Simples Nacional, precisam ficar atentos ao calendário do último trimestre de 2020. Conforme alerta o Sebrae Paraíba, a partir de outubro, os donos de pequenos negócios que optaram por adiar o pagamento dos tributos federais do regime referentes aos meses de março, abril e maio deverão iniciar a quitação das referidas parcelas.

Conforme o cronograma, os pagamentos relacionados a esses três meses deverão ser efetuados durante o último trimestre de 2020. Dessa forma, a parcela referente ao mês de março deverá ser quitada em outubro, a de abril no mês de novembro e a de maio no mês de dezembro.

A prorrogação, anunciada ainda no mês de março, teve como objetivo auxiliar os pequenos negócios a equilibrarem as suas finanças durante a fase mais crítica da pandemia do coronavírus. A medida contemplou os tributos federais pagos por microempresas e empresas de pequeno porte que são optantes do Simples Nacional, além da contribuição mensal que é paga pelos microempreendedores individuais.

De acordo com a analista do Sebrae Paraíba, Nelijane Ricarte, com a chegada do último trimestre do ano os donos de pequenos negócios que optaram por adiar o pagamento precisam estar atentos para não perderem os prazos. “É importante para os empresários estarem atentos ao pagamento dessas guias porque a não quitação poderá gerar multa, o empreendedor poderá ficar impedido de participar de licitações públicas, ficar na dívida ativa junto à Receita e, no caso do MEI, ele pode perder os benefícios previdenciários e ainda ter seu CNPJ cancelado”, explicou.

Além disso, a analista do Sebrae Paraíba também destacou que estar em dia com os pagamentos pode trazer benefícios ao empreendedor. “É importante se manter em dia com todas as situações para poder gozar dos benefícios, como por exemplo, a possibilidade de obter crédito financeiro”, acrescentou Nelijane Ricarte.




Assessoria de Imprensa SEBRAE PB