Linguagem
Dia da Criança

Presentes que proporcionam experiências e estimulam a criatividade são destaques para a data este ano

Analista do Sebrae Paraíba ressalta que os reflexos da pandemia demandam originalidade

Foto: Acervo Pessoal
Data considerada uma das cinco mais importantes para o varejo brasileiro, o Dia da Criança, comemorado na próxima segunda-feira (12), terá um significado diferente em 2020. Por conta da pandemia do coronavírus e dos reflexos que ela tem provocado na rotina das crianças, a tendência, segundo o Sebrae Paraíba, é que os pais e demais familiares priorizem esse ano presentes que ofereçam aos pequenos experiências que contribuam para aliviar o estresse e os impactos emocionais provocados pelo distanciamento social.

Nesse cenário, em que a maioria das crianças ainda está sem frequentar a escola e realizar as suas atividades cotidianas, além da tradicional preferência pela compra de brinquedos, este ano os pais também devem procurar opções de presentes que valorizem a interação familiar, as experiências sensoriais e cognitivas das crianças. Por essa razão, é importante que os pequenos negócios apostem na criatividade e na inovação em busca de conquistar novos clientes e de aproveitar a data para incrementar o faturamento.

Com esse raciocínio, a empreendedora Elianete Paiva, proprietária de uma mercearia e padaria artesanal que funciona há dois anos em João Pessoa, decidiu, pela primeira vez, trabalhar com produtos especiais para a data. Segundo ela, a ideia é atrair o público infantil, que costuma ser pouco lembrado pelo segmento de cafeterias.

“Estamos oferecendo cestas para piqueniques, como as de antigamente. Elas reúnem comidinhas, sucos, pratos e até a toalha quadriculada. A nossa sugestão é justamente fazer o piquenique em qualquer lugar, seja na praia, na praça, no quintal de casa e até na varanda do apartamento”, explicou a empreendedora, ao destacar que “foi a pandemia que nos fez enxergar esse público e pensar em como poderíamos atende-lo”.

De acordo com a analista do Sebrae Paraíba, Cláudia Pereira, a pandemia trouxe mudanças de comportamento que precisam ser levadas em consideração pelos empreendedores. “Esse momento de isolamento provocado pela Covid-19 tem contribuído para o resgate dos brinquedos lúdicos, das atividades criativas familiares e da prática do aprender fazendo. Assim, acreditamos que essa mudança de comportamento que o momento exigiu possa trazer um novo olhar dos empresários e agregar mais valor na oferta dos seus produtos e serviços”, explicou.

Ainda falando sobre o Dia da Criança, a analista também pontuou que a criatividade e a inovação serão fundamentais este ano. “Mesmo sendo uma data anualmente forte para os negócios, este ano em particular vai exigir dos empreendedores um toque a mais de criatividade e inovação na oferta dos produtos e serviços para a criançada. Isso significa que uma entrega mais personalizada, presentes que envolvam a criança e a família no manuseio, combos ou composição de produtos que proporcionem alguma experiência diferente vão ganhar um destaque maior do que brinquedos e presentes convencionais nessa data”, concluiu Cláudia Pereira.

Expectativa positiva – Depois do resultado alcançado no ano passado, quando o comércio brasileiro registrou o melhor Dia da Criança desde 2013, as expectativas dos empresários para 2020 permanecem positivas. Dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq) mostram que, com o distanciamento social, cresceu também a procura por jogos de tabuleiros, quebra-cabeças e outros brinquedos do gênero. Para 2020, a estimativa dos fabricantes é manter um ritmo de crescimento de pelo menos 3% em relação ao ano passado, quando a alta registrada foi de 6%.




Assessoria de Imprensa SEBRAE PB