Linguagem
Novidade

Carrefour lança nova plataforma de e-commerce

O investimento fortalece a atuação do grupo no segmento online e prepara para seu crescimento futuro

Foto: divulgação
Como parte dos avanços da digitalização do seu ecossistema, o Carrefour lança uma nova plataforma de e-commerce. Com o uso de modernas soluções, a empresa avança na integração ágil de seus sistemas internos e externos para oferecer uma experiência cada vez mais unificada para seus milhões de clientes. A plataforma do Carrefour.com.br tem impactos positivos em todos as frentes do negócio, com uma performance de alto nível na gestão de pedidos, estrutura de marketplace e nos serviços ominicanais que conectam a operação online com as lojas físicas. O investimento fortalece a atuação do Grupo Carrefour Brasil no segmento online e prepara a operação para seu crescimento futuro.

Desenvolvida pela VTEX, a nova plataforma do Carrefour.com será a base para a escala e evolução do negócio, no curto e no longo prazo.   “A nova plataforma posiciona o Carrefour em um patamar elevado, onde todos os processos e decisões tem o cliente como ponto central. Para nós, a experiência de ominicanalidade do nosso consumidor não é apenas algo que fizemos para acompanhar uma tendência, mas sim, para empoderar este consumidor que quer ter opções de como realizar sua jornada de compra. Além disso, este é um passo relevante em direção aos planos de crescimento do Carrefour no segmento de e-commerce, alinhado com toda a estratégia de digitalização da companhia no país, que vem evoluindo rapidamente nos últimos meses”, ressalta Paulo Farroco, Diretor de TI do Carrefour.

Resultados

O e-commerce Carrefour vem se tornando, ao longo dos anos, um dos principais canais de compra do consumidor e se mostrou muito importante nos últimos dois trimestres, com a chegada da pandemia do coronavírus. No segundo trimestre de 2020, o e-commerce teve um crescimento impressionante de 377% no GMV de alimentos, incluindo o serviço de entrega rápida, e 65% em não-alimentos, com um total de R﹩918 milhões de GMV, em relação ao ano anterior. De acordo com dados do E-bit, o crescimento do canal neste período foi de 39 p.p acima do mercado.

Outro destaque importante foi o crescimento da venda online de alimentos, que já representa 7,7% de todas as vendas alimentares do varejo, com destaque para São Paulo e Curitiba, que demonstraram uma taxa de penetração de 14% e 19%, respectivamente, em junho. Além disso, a venda online de produtos não-alimentares atingiu ótimos níveis, representando 31,5% das vendas totais deste setor.




Newtrade