Linguagem
Crédito imobiliário

Confira as principais exigências para financiar a casa própria

Analine Costa, analista financeira da Massai, cita a comprovação de renda como requisito

Foto: divulgação
O financiamento imobiliário é considerado um dos principais aliados para realizar o sonho de adquirir a casa própria. Para isso, é necessário estar atento às exigências antes de dar entrada na documentação solicitada pelo banco.

Segundo Analine Costa, analista financeira da Construtora Massai, uma das cem maiores do país, é comum surgirem dúvidas sobre as etapas do processo. “As taxas, modalidades e a documentação são os detalhes que mais geram dúvidas, mas nós esclarecemos todas antes de começar”, conta. “É necessário buscar sempre profissionais competentes e confiáveis em todos os processos para evitar fraudes e agilizar a entrega do imóvel”, pontua Analine.

Segundo ela, o primeiro passo é reunir todos os documentos necessários, como CPF, RG, carteira de trabalho, comprovantes de estado civil e endereço, declaração de Imposto de Renda, extrato do FGTS, contracheques, certidão conjunta de débitos referentes aos tributos federais e comprovante de renda.

Confira algumas dicas e exigências para dar entrada no financiamento imobiliário:

1. Análise de crédito: Nesta etapa, serão necessárias algumas documentações para que seja realizada a simulação da capacidade de financiamento, são eles: documentos pessoais e do cônjuge, três últimos extratos bancários e contracheques e/ou imposto de renda.

2. Crédito aprovado: Em seguida, a documentação dos vendedores e compradores do imóvel será enviada ao banco para aprovação.

3. Engenharia/Conformidade: É quando o engenheiro do banco ao qual está sendo efetuado o financiamento vai até o apartamento para realizar a avaliação. Dependendo do banco, dura de 5 a 7 dias úteis para o engenheiro ir ao local e emitir o laudo de avaliação.

4. Contrato emitido: Após a análise de todas as exigências, será realizada a emissão do contrato, onde gerente e/ou correspondente bancário agendarão com o comprador e vendedor para assinatura no banco.

5. Emissão de Taxas: Com o contrato já assinado, o próximo passo é a emissão de taxas de prefeitura e cartório, ITBI, IPTU, TCR, Taxas de registro. Neste caso, o custo é do comprador.

Emissão das taxas de registro do contrato: O valor cobrado é em cima de avaliação, em torno de 2%. Caso seja o primeiro imóvel do cliente, haverá direito aos 50% de desconto.

6. Em registro: Depois do pagamento das taxas, é dada a entrada no registro do contrato junto ao cartório de registro do imóvel. O prazo é de 6 dias úteis para efetivar.

7. Pagamento do recurso: Após o registro do contrato, é encaminhada uma via para o banco financiador e será aguardada a entrada do recurso na conta do vendedor, que varia de cinco a sete dias úteis. Após a confirmação do crédito, as chaves do apartamento são liberadas para entrega.




Assessoria