Linguagem
Vendas

32,9% dos consumidores optaram por pequenos lojistas ou produtores locais na pandemia, revela pesquisa

Muitos segmentos mantiveram suas posições entre os mais vendidos durante a quarentena

Foto: Tânia Rego / Agência Brasil
Parte do público ficou mais sensível a questões como a forma como as marcas se posicionam, apoiam causas sociais e pequenos produtores/negócios durante a pandemia. Segundo a pesquisa “O futuro do consumo pós-covid-19”, realizada pela Social Miner em parceria com a Opinion Box, 9,7% dos consumidores encontraram lojas online por ações de incentivo a pequenos negócios e 6,5% por ações sociais.

Ainda de acordo com o estudo, que ouviu 2020 pessoas, na hora de comprar, 32,9% optaram por pequenos lojistas ou produtores locais.

Como os consumidores encontraram as lojas online?

Muitos segmentos, já populares entre os consumidores, mantiveram suas posições entre os mais vendidos durante a quarentena. É o caso das Farmácias e Supermercados. No entanto, o levantamento destaca neste ranking as categorias de Bebidas Alcoólicas e Brinquedos que, uma vez voltadas para o lazer, cresceram no interesse do público, segundo a Social Miner.

Já para o futuro, o estudo “Jornada omnichannel e o futuro do varejo”, ainda feito pela Social Miner com a Opinion Box, aponta que em 2021, 54% das pessoas pretendem dar preferência para pequenos produtores e marcas locais, enquanto 73% devem consumir de forma mais consciente, apontando cada vez mais para humanização das experiências entre marcas e pessoas.

Após o fim do isolamento, grande parcela do público (84%) espera encontrar boas ofertas e (48%) aproveitar para comprar tudo aquilo do que vem se privando durante a crise. Para o estudo, foram ouvidas 2004 pessoas.




E-commerce Brasil