Linguagem
Novos cenários

Pequenos negócios serão fundamentais para o reaquecimento da economia em 2021

Walter Aguiar ressalta que mesmo com impactos da pandemia, resiliência dos pequenos negócios aquece economia

Foto: divulgação
Protagonistas na geração de postos de trabalho e maioria entre as empresas formais no Brasil, as micro e pequenas empresas enfrentaram uma série de desafios econômicos e sociais durante o ano de 2020, em razão da crise provocada pela pandemia do coronavírus. Apesar de todas essas dificuldades, os pequenos negócios, que segundo levantamento do Sebrae somam 226.412 empresas na Paraíba, também demonstraram a sua força e capacidade de resiliência, assumindo um importante papel no processo de reaquecimento da economia, que deve continuar sendo a grande prioridade do mercado de 2021. 

Diante desse panorama, de acordo com o superintendente do Sebrae Paraíba, Walter Aguiar, os pequenos negócios serão fundamentais para o processo de retomada da economia e reaquecimento do mercado porque, ao se adaptarem às novas condições impostas pelo mercado, transformando seus negócios em versões cada vez mais digitais, ajudam a criar empregos e renda para a população.

Além de serem mais flexíveis e resilientes diante de crises e dificuldades, os pequenos negócios, que na Paraíba representam 97,5% do total de empresas formais no estado, segundo dados da Receita Federal levantados pelo Sebrae, considerando o período entre janeiro e novembro de 2020, segundo os dados mais recentes divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), geraram 5.038 postos de trabalho, enquanto as médias e grandes empresas tiveram saldo negativo, com 378 vagas fechadas.

"Criatividade, velocidade e adaptação são pilares dos pequenos negócio. Isso, aliado às políticas públicas que vêm sendo colocadas em pauta para incentivar esses empreendedores, como as linhas de crédito especial, fazem com que eles sejam uma grande esperança de retomada de fôlego da economia, e o Sebrae está, como sempre, buscando meios de apoiar esse pequeno empreendedor, seja através de capacitações, consultorias ou eventos que maximizem as oportunidades do setor", afirmou Walter Aguiar.




Assessoria de Imprensa SEBRAE PB