Linguagem
Saúde ocular

Confira dicas para manter a visão saudável

A saúde ocular também registrou importantes alterações.

Foto: Divulgação
“Nunca imaginei que essa quarentena fosse durar tanto”. Essa é uma das frases que mais se ouve dos brasileiros hoje em dia. Caminhando para o 11º mês de quarentena, entre indas e vindas, o isolamento social em razão da pandemia ainda não tem data certa para acabar – mesmo com o inicio da vacinação no Brasil.

Por conta dessa realidade, muitos profissionais viram suas vidas ficarem de ponta cabeça. Para muitos, o home office, pratica ainda pouco difundida entre os principais mercados de trabalho do país, foi a saída mais fácil. Para outros, o desemprego e a necessidade de buscar novas fontes de renda.

Além disso, as horas de lazer dentro de casa – ou do apartamento – significavam, quase sempre, horas de maratona na Netflix ou em algum outro serviço de streaming. Ou, ainda, páginas e mais páginas de e-books no Kindle – que ganhou grande popularidade entre os leitores no último ano.

Ou seja, se o brasileiro já era um dos povos que mais passavam tempo em frente ao celular conferindo as redes sociais, com o isolamento social, essa estatística só aumentou.

E, além da ansiedade e de outros fatores de saúde que já vem sendo bastante comentados como consequências da pandemia, a saúde ocular também registrou importantes alterações.

A Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO) calcula que até 90% dos usuários de computador por mais de três horas diárias apresentam algum tipo de sintoma relacionados à SRVC.

Além disso comunidade médica, segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde, a OMS, neste mês de janeiro, estima que quase metade da população mundial seja míope antes de 2050. E foi observado não só o aumento do número de pacientes com o distúrbio, como também, entre 2019 e 2020, um crescimento considerável na intensidade do problema naqueles que já o tinham. Isso significa que, os brasileiros que já utilizavam óculos ou lentes de contato antes da pandemia registraram um aumento médio de 0.3 graus.

O uso desenfreado da tecnologia, seja para trabalho ou lazer, acelerou o processo daquilo que, de acordo com oftalmologistas, pode se considerar uma pandemia de miopia.

Mas nem tudo está perdido. A SOB organizou uma lista de recomendações para evitar problemas como a síndrome do olho seco e piora nos problemas oculares.

Entre as dicas estão: a realização de pausas do uso de telas por 5 a 10 minutos a cada hora, a utilização de colírio hidratante de 2 a 4 vezes ao dia, e o cuidado de não tocar os olhos com as mãos sujas ou com higienizadas com álcool em gel, o que pode causar irritação ocular.

Aqueles que têm graus altos e não dispensam o uso de lentes de contato devem redobrar os cuidados de higienização das mesmas e mantê-las sempre hidratadas. Conheça as lentes de contato Acuvue e descubra o conforto e a praticidade que elas podem trazer para o seu dia a dia, seja no home office ou na hora de maratonar a sua série preferida.




da Redação
da Redação