Linguagem
Novidade

Unimed João Pessoa inaugura nova maternidade do Hospital Alberto Urquiza Wanderley

O espaço conta com duas salas de parto humanizado individuais, que oferecem conforto e qualidade

Foto: divulgação
A Unimed João Pessoa inaugurou na última segunda-feira (15) a sua nova maternidade no Hospital Alberto Urquiza Wanderley. A unidade recebeu o nome do ginecologista e obstetra Josvaldo Rodrigues Ataíde, entusiasta do parto normal, e está preparada para atender partos de alta complexidade e também procedimentos menos complexos. A solenidade em homenagem ao médico com a presença de familiares e amigos será realizada nas próximas semanas.

O novo espaço conta com duas salas de parto humanizado individuais, que oferecem conforto, aliado à qualidade na segurança da assistência à gestante. Nas duas salas que acontecem o pré-parto e o parto há iluminação controlada e sonorização; banheiro com chuveiro com água quente, que ajuda a diminuir as dores e a tensão; banheira descartável; bola apropriada; cavalinho; banqueta e barra. 

As salas possuem ainda equipamentos específicos para o atendimento à gestante e ao recém-nascido, como cama especial e monitores cardíacos. Caso seja da vontade da gestante, o parto normal poderá ser com analgesia para o alívio da dor.

A maternidade dispõe ainda com salas exclusivas para parto por cirurgia (cesárea). Elas têm todos os equipamentos necessários para procedimentos, inclusive, de alta complexidade, quando mãe e bebê precisam de uma assistência especial.

Estrutura - São 17 leitos na maternidade, entre apartamentos individuais e acomodações dupla. Para as crianças que precisarem de uma assistência maior, a maternidade dispõe da Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal (Ucin) e de uma Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal (Utin). Em caso de alguma complicação, a mãe também terá a assistência necessária de uma UTI equipada.

“Entregar esta nova maternidade aos nossos clientes é uma grande satisfação. Mesmo em meio à pandemia, conseguimos fazer um trabalho de excelência, que vai proporcionar à gestante, seu bebê e também ao acompanhante uma experiência única, ajudando a transforma esse momento tão importante em algo ainda mais especial. Investimos em infraestrutura e em equipamentos e temos os melhores especialistas em obstetrícia para atender nossas pacientes”, disse o gestor de Serviços Hospitalares, Cleiton Moradillo.

Homenagem - O presidente do Conselho de Administração da Unimed João Pessoa, Gualter Lisboa Ramalho, lembrou que foram feitos investimentos em infraestrutura e em equipamentos e a unidade tem os melhores especialistas em obstetrícia para atender pacientes. Toda a equipe é especializada e experiente. São obstetras, pediatras, enfermeiras e técnicas em enfermagem obstétricas e anestesistas. “Hoje com muita alegria e satisfação estamos abrindo a nossa maternidade com homenagem ao nosso saudoso e amado professor Josvaldo”, disse.

O médico Laércio Ataíde, membro do Conad e filho do homenageado, falou emocionado em nome de todos os familiares. “Agradeço de coração essa homenagem. Sei que meu pai está feliz onde está, não só com a homenagem, mas com a Unimed mais humanizada”, falou.

A ginecologista e obstetra Yara Villar, coordenadora médica da maternidade, lembrou que Josvaldo Rodrigues foi um grande professor para os médicos obstetras. “Estamos inaugurando uma maternidade com cara diferente, vamos praticar uma obstetrícia muito humanizada”, garantiu.

Sobre o médico - A Unimed João Pessoa prestou uma homenagem ao ginecologista e obstetra Josvaldo Rodrigues Ataíde, que era cooperado, por sua dedicação e o legado que deixou à medicina paraibana. Ele era grande defensor do parto normal. Em 1964, ano que ingressou na faculdade de medicina, participou da criação da Casa do Pobre, que se tornou o atual Hospital Padre Zé. Em 1968 participou de uma expedição do Projeto Rondon ao Parque Nacional do Xingu, no Mato Grosso, promovendo 20 dias de assistência médica a várias tribos.

Em 1970, ano de conclusão do seu curso, foi efetivado como professor da disciplina de farmacologia na UFPB. Foi médico-residente na maternidade Cândida Vargas em ginecologia e obstetrícia. É mestre em farmacologia. Foi professor/pesquisador do Programa Nacional de Especialização em Farmacologia de Produtos Naturais.

Foi superintendente da Maternidade Cândida Vargas. Nas suas gestões, o hospital conquistou o título de Hospital Amigo da Criança, concedido pela UNICEF/Organização Mundial da Saúde; implantou na maternidade o Núcleo de Preparação Fisioterapêutica para o Parto Normal, o Método Mãe Canguru e o Banco de Leite Humano.




Assessoria