Linguagem
Saúde e bem-estar

Confira as dicas para cuidados com as crianças durante a estação mais quente do ano

Com a chegada do verão, a preocupação deve ser maior na alimentação e cuidados com a pele dos pequenos

Foto: divulgação
Com as altas temperaturas no verão, os pais e responsáveis devem estar ainda mais atentos aos cuidados com a alimentação e a pele das crianças. A recomendação do Ministério da Saúde é que haja a ingestão de muita água, que as refeições sejam ricas em frutas, verduras e que sejam utilizadas roupas leves e claras para reduzir o risco de desidratação.

A pediatra Alexandrina Lopes, diretora Clínica e Técnica do Hospital Pediátrico Unimed, recurso próprio da Unimed João Pessoa, diz que, além do cuidado com a hidratação, a pele da criança também requer atenção, com o uso de protetor solar sempre que se exponha ao sol, principalmente quando se vai à praia ou à piscina. A especialista recomenda também a ingestão de muitas frutas, que são  refrescantes e nutritivas. “O ideal é que o líquido oferecido seja água e que as frutas sejam ingeridas in natura, para que seja feita a absorção total no organismo. Hoje, os sucos devem ser deixados em segundo plano. Nas refeições, as crianças devem comer verduras e hortaliças, além de peixes, principalmente os que são ricos em ômega”, aconselha. Os alimentos mais ricos em ômega 3 são os peixes de águas profundas, como  salmão, arenque, atum, sardinha, truta e cavala. 

Confira algumas dicas são importantes para cuidar bem das crianças na estação mais quente do ano:

· Sol é importante pela vitamina D, principalmente pelo sistema imunológico, mas é preciso lembrar que o banho de sol deve ser no início da manhã e no final da tarde (antes das 10h e após as 16h)

· Não economize no protetor solar. Leia bem o que diz a indicação do produto escolhido para saber o tempo de reaplicação.

· Use um chapéu de abas largas para proteger completamente a região delicada das orelhas e da nuca.

· Lave as mãos da criança constantemente.

· Priorize refeições leves, com verduras e frutas.

· Escolha sempre roupas leves e claras. Assim, não há transpiração excessiva e o risco de desidratação diminui bastante

· Oferece água a criança regularmente, não espere ela pedir.




Assessoria