Linguagem
Covid-19

Unimed JP passa a utilizar equipamento que diminui risco de intubação

Mais confortável, capacete respiratório não invasivo se soma aos recursos do Hospital

Foto: Divulgação
A Unimed João Pessoa incorporou mais uma ferramenta ao arsenal de tratamento da covid-19 no Hospital Alberto Urquiza Wanderley: o Helmet, um capacete respiratório que diminui o risco de intubação. Mais confortável, esse recurso de ventilação não invasiva fornece oxigênio concentrado ao paciente e permite a melhora da função pulmonar e da capacidade respiratória.

O equipamento começou a ser utilizado esta semana e se soma a outros investimentos feitos pela Unimed JP para o enfrentamento à covid. “Nossa preocupação com a elevação no número de atendimentos e o índice grande de internações faz com que busquemos alternativas para atender nossos pacientes”, declarou o presidente da Cooperativa, Gualter Lisboa Ramalho. “Além da expansão de leitos e da contratação de mais pessoas para as equipes assistenciais, estamos adquirindo equipamentos, entre eles este capacete, que pode reduzir a quantidade de intubação em até 60%”, disse.

Gulter Ramalho informou que os pacientes que estão utilizando os aparelhos são aqueles em uma fase intermediária da doença. “Estamos usando em pacientes que, de acordo com parâmetros clínicos respiratórios, podem evoluir para uma intubação. Como não queremos que a intubação aconteça, pois é muito invasiva, utilizamos o capacete, para melhorar a capacidade pulmonar”, explicou.

Maior segurança - O presidente Gualter Ramalho disse ainda que este tipo de equipamento ganhou notoriedade em todo o mundo depois do início da pandemia de covid-19 e vem se mostrando muito eficiente, pois reduz a inflamação pulmonar, e melhora a oxigenação e o esforço do paciente.“Além de tudo isso, é mais seguro para as equipes que estão tratando do paciente, pois o oxigênio circula dentro dele, não sai para o ambiente, diminuindo as chances de contaminação dos profissionais de saúde”, explicou.

Combate à covid-19 - Desde o início da pandemia, a Unimed João Pessoa vem se destacando como referência no enfrentamento à covid-19. Os resultados alcançados no Hospital Alberto Urquiza Wanderley se equiparam ou são até melhores do que alguns dos maiores hospitais do Brasil e do mundo. Além do treinamento permanente da equipe, que reúne alguns dos melhores profissionais da Paraíba, os investimentos em inovação e tecnologia são permanentes.

A Unimed JP foi a primeira a tratar pacientes com plasma convalescente entre as Unimeds. Também foi pioneira no Nordeste na utilização da técnica de fisioterapia com cateter nasal de alto fluxo, um tipo de oxigenoterapia feita de forma não invasiva; e na realização da tomografia por bioimpedância, entre outras técnicas e terapias que garantem segurança e bons resultados.

Um dos símbolos da Cooperativa no enfrentamento à pandemia é o robô Tom, uma plataforma que facilita, de forma segura, a interação entre os pacientes, a equipe assistencial e os familiares. Tom também é utilizado para a discussão de casos clínicos críticos com instituições diversas de diferentes países. É a tecnologia a serviço da saúde e da humanização.

Sobre a Unimed JP - Com 49 anos de tradição, a Unimed João Pessoa é uma cooperativa de trabalhos médicos que se consolidou como a melhor e maior operadora de planos de saúde da Paraíba. Além de mais de 1,8 mil médicos cooperados, possui a mais completa rede de assistência médico-hospitalar privada do Estado. São diversos hospitais credenciados, sendo dois próprios - um deles referência em alta complexidade -, além de clínicas, prontos-socorros e laboratórios à disposição de 150 mil clientes. Comprometida com o desenvolvimento sustentável, é signatária do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU). Tudo isso garante à Unimed JP a liderança absoluta no segmento de saúde suplementar no mercado paraibano. Acesse www.unimedjp.com.br.

Outras informações:

Instagram: @unimedjoaopessoa

LinkedIn: /company/unimed-joao-pessoa

Facebook: /unimedjoaopessoa

Twitter: @unimed_jp




Assessoria