Please assign a menu to the primary menu location under menu

UFPB aprova Doutorado Acadêmico em Inovação Tecnológica pelo edital do CNPQ

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) foi contemplada com a aprovação do Doutorado Acadêmico em Inovação (DAI), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ), que busca fortalecer a pesquisa, o empreendedorismo e a inovação, por meio do envolvimento de estudantes de doutorado em projetos de interesse do setor empresarial, mediante parceria com empresas.

A ação é resultado de meses de trabalho conjunto entre a Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PRPG) e a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (FIEP). O programa será coordenado pelo professor Euller Macedo, do Centro de Energias Alternativas e Renováveis (CEAR). A UFPB receberá 10 bolsas do CNPQ e formará doutores para o atendimento das empresas parceiras, que entram com contrapartida financeira para a IES (Instituição de Ensino). 

A aprovação da proposta de Programa Doutorado Acadêmico para Inovação vai ampliar a produção de inovação na instituição com a aliança estratégica entre empresas-instituição de ensino, aumentando a qualidade das pesquisas desenvolvidas. Além disso, espera-se aumentar a competitividade das empresas locais, que possuem um potencial muito grande de inovação, mas que devido ao seu perfil atual, não conseguem inovar de forma radical, ou seja, inovar de forma a criar um novo conceito a partir de tecnologias disruptivas, com novos mercados. 

Nesse Programa, o bolsista desenvolverá sua tese como estudante regular em um curso de pós-graduação existente, devendo ter um orientador acadêmico e um supervisor junto à Empresa Parceira, à qual o projeto de doutorado está relacionado. Já a Empresa Parceira envolvida no Programa DAI deve, necessariamente, desenvolver atividades de pesquisa, desenvolvimento ou inovação (PD&I) em instalações próprias ou em instalações de terceiros.

O Programa não implica na criação de novos cursos de pós-graduação.  Dessa forma, pretende-se fomentar a convergência e interdisciplinaridade entre diferentes áreas do conhecimento. Na UFPB, o Programa DAI inclui  os cursos de Doutorado da PPGA  (Administração), PPGCC, PPGE (Economia), PPGECAM – Engenharia Civil e Ambiental, PPGEM–Engenharia Mecânica, PPGEE – (Engenharia Elétrica em parceria com Eng. Mecânica), PPGMMC (Modelagem Matemática e computacional).

Entre as empresas parceiras estão a E-Gen Consultoria para Informática Ltda, SUCESU PB – Sociedade dos Usuários de Tecnologia da Paraíba, Acesse Tecnologia, PBSOFT INFORMÁTICA, TX3 – Soluções Financeiras, Companhia de Água e Esgotos da Paraíba – CAGEPA e  MVarandas Tecnologia.

Para Cláudio Piomonte, diretor da E-Gen, desenvolvedora da plataforma digital de inteligência financeira YpControl, que foi aprovada no Doutorado para trabalhar a eficiência e a educação financeira, essa é uma grande conquista. “É um marco que vai consolidar novas parceiras entre a Academia e o setor produtivo, trazendo um ganho em termos de competitividade de nossas empresas e, também, promovendo a cooperação entre atores importantes para o desenvolvimento de Inovação. Os empresários e os professores envolvidos entendem que caminhando juntos conseguirão fortalecer o ecossistema de inovação e trazer ganhos concretos para a Paraíba”, ressalta.

Outra instituição aprovada foi a SUCESU PB – Sociedade dos Usuários de Tecnologia da Paraíba, que vai estudar o impacto da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) nas empresas de TI.

Espera-se que ao final do programa, além da produção científica, sejam gerados produtos ou processos inovadores que possam ser aplicados no setor empresarial/privado.